GP da Austrália de F1 é cancelado devido ao coronavírus

Por Jean-Louis Doublet
AFP
A escuderia McLaren decidiu se retirar do GP da Austrália de F1
A escuderia McLaren decidiu se retirar do GP da Austrália de F1

O Grande Prêmio da Austrália, que aconteceria neste fim de semana em Melbourne, foi cancelado devido à pandemia de coronavírus, adiando o início do campeonato mundial de Fórmula 1.

Após longas discussões entre as equipes, os organizadores, a Federação Internacional de Automobilismo (FIA) e as autoridades locais, o cancelamento da corrida foi anunciado na manhã de sexta-feira (noite de quinta no Brasil), pouco antes do início dos primeiros treinos livres.

O decreto do primeiro-ministro do Estado de Victoria, Daniel Andrews, determinando que a prova seria disputada sem a presença do público no circuito de Albert Park, parece ter pesado na decisão.

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Esse cancelamento foi anunciado horas depois da equipe da McLaren divulgar que um membro da equipe fora dagnosticado com coronavírus e que por isso não participaria do Grande Prêmio.

A McLaren, que terminou na quarta posição no último Mundial de construtores, afirmou ter tomado a decisão "pelo bem-estar não somente dos funcionários da Mclaren F1 e seus patrocinadores, mas também por seus adversários, os torcedores da Fórmula 1 e o conjunto dos participantes".

No momento já está decidido que a 2ª etapa do mundial, o GP do Bahrein, em 22 de março, será realizada sem público.

O GP da China, que aconteceria em 19 de abril, foi adiado para uma data a ser determinada, e o GP do Vietnã, marcado para 5 de abril, permanece sob a mesma ameaça.

Leia também