Governo de SP permite retorno do Campeonato Paulista com jogos à noite

·3 minuto de leitura

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O governo do estado de São Paulo confirmou em entrevista coletiva na tarde desta sexta-feira (9) que o Campeonato Paulista de futebol está autorizado a retomar suas atividades, com jogos a partir das 20h. A tendência é que a Federação Paulista de Futebol (FPF) divulgue uma nova tabela da competição, com as primeiras partidas marcadas para este sábado (10). O governador João Doria (PSDB) já havia adiantado a autorização para a retomada do Paulista em entrevista à rádio CBN, na manhã desta sexta, mas a data ainda estava indefinida. O estado passará da fase emergencial para a vermelha no combate à pandemia de Covid-19 na próxima segunda (12). O governo, porém, já liberou todos os eventos esportivos profissionais no estado a partir desta sexta (9), desde que depois das 20h e com "reforço na testagem e normas mais rigorosas de controle para atletas e integrantes de comissões técnicas e arbitragem". "Com relação a esportes, a gente teve uma discussão muito grande. A restrição foi recomendação do MP. Houve um trabalho com o Ministério Publico e a FPF novamente, e várias outras federações para que fosse estabelecido um padrão de protocolo muito mais rígido, destacando testagem e o horário que os campeonatos poderão ser realizados, depois das 20 horas", disse a secretária de Desenvolvimento Econômico, Patricia Ellen. "Não estamos dando nenhum jeitinho com os jogos de futebol. Tivemos uma recomendação do MP e deixou de existir [a recomendação] ontem. Pode, sim, ter jogos a partir de hoje", afirmou o vice-governador, Rodrigo Garcia. A liberação era esperada desde que, na noite desta quinta (8), o Ministério Público de São Paulo enviou um ofício ao governo retirando as restrições para a volta do futebol. O documento foi assinado pelo procurador-geral de Justiça, Mario Sarrubbo. "[Trata-se de] Um avanço positivo diante do contexto que se revelava quando da edição do Decreto de 11 de março, que estabeleceu a fase emergencial em todo o Estado. O novo protocolo da FPF, discutido com representantes da Procuradoria-Geral de Justiça e do grupo de trabalho, é produto de diálogo estabelecido entre esta Instituição e a Federação Paulista de Futebol, em várias reuniões realizadas durante as últimas semanas", afirma Sarrubbo em nota divulgada pelo órgão. A principal mudança adotada no protocolo sanitário da FPF para o retorno do futebol é que os elencos deverão fazer um teste de antígeno adicional no mesmo dia das partidas noturnas (em jogos diurnos, será feito na noite anterior), além do exame RT-PCR em intervalos máximos de três dias para todos na concentração. Durante as negociações, houve divergência entre a federação e o Ministério Público sobre esse ponto. O órgão pediu que o teste fosse realizado com uma hora de antecedência em todas as pessoas envolvidas na partida, mas prevaleceu o argumento da FPF de que, quanto antes identificar novos casos e isolá-los, menor o risco de contágio. Os times se comprometeram a adotar um modelo de concentração permanente, em hotéis ou centros de treinamento, com quartos individuais para os membros da delegação. Outros funcionários poderão se deslocar até suas casas —nesse caso, estão previstas testagens diárias. A federação se comprometeu ainda a reduzir a quantidade de dirigentes nos estádios. Dois dirigentes disseram à reportagem que ficaram aliviados com o retorno antes do dia 15 deste mês –é a data na qual a Globo, detentora dos diretos de transmissão, deverá pagar a última parcela do contrato. Há ainda outras três prestações restantes referentes às placas publicitárias. O futebol estava suspenso no estado desde 15 de março. Foi quando entrou em vigor decreto assinado por Doria suspendendo atividades esportivas e cultos religiosos, como tentativa de conter a transmissão da doença. A iniciativa de fazer o pedido das restrições foi do Ministério Público. Contrariada, a FPF tentou levar a competição para outros estados, mas apenas duas partidas foram realizadas, há duas semanas. Mirassol x Corinthians e São Bento x Palmeiras aconteceram em Volta Redonda, no Rio de Janeiro. O Campeonato Paulista está paralisado na quinta rodada desde então.