Governo da Rússia teme públicos baixos na Copa das Confederações

Vice-presidente russo afirmou que assunto preocupa, mas a expectativa é que a situação melhore; competição acontece do dia 17 de junho até 2 de julho

Prestes a sediar a Copa das Confederações pela primeira vez na história, o governo da Rússia se mostrou preocupada com a baixa procura de ingressos dos torcedores para as partidas. A competição acontece do dia 17 de junho até 2 de julho.

- Estamos inquietos no que diz respeito à venda de ingressos para a Copa. 200.000 ingressos foram vendidos até agora, quando nossas previsões eram de 700.000. A partir do próximo 19 de abril abriremos bilheterias por todo o país. Confiamos em que a situação melhore - admitiu o vice-presidente russo, Vitaly Mutko, que também é presidente do Comitê Organizador da Copa do Mundo de 2018, à "R-Sport".

Entre os países participantes da competição que antecede a Copa do Mundo de 2018, também na Rússia, estão Rússia, Nova Zelândia, Portugal, México, Camarões, Chile, Austrália e Alemanha. As equipes estão divididas entre grupos A e B.




E MAIS: