Governo chinês pede remoção de conteúdo 'afeminado' de jogos da Riot e Epic Games

·1 minuto de leitura

A Tencent e NetEase - donas da Riot Games, Epic Games, Supercell e outras produtoras de jogos - foram comunicadas pelo governo da China para retirarem "tendências prejudiciais à saúde" de seus videogames. Entres esses pontos estão conteúdo obsceno, violento e "afeminação". 

- O conteúdo obsceno e violento, e aquelas tendências prejudiciais à saúde, como adoração ao dinheiro e "afeminação", devem ser removidos - traduziu o portal GE, que teve acesso ao documento original. 

Leia também:

A medida de remover "homens afeminados" começou apenas para a televisão chinesa mas foi estendida aos videogames. O governo chinês também impôs restrições para o uso de jogos online para menores de 18 anos. 

Agora, jovens só poderão jogar games online entre as 20h e as 21h das sextas-feiras, sábados, domingos e feriados. As empresas que controlam os games começaram uma fiscalização para que menores de idade não brinquem fora deste horário.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos