Governo baiano libera público nos estádios, e Série A passa a ter todas as torcidas

·1 minuto de leitura
***ARQUIVO***SALVADOR, BA, 16.01.2019 - Entrevista com Rui Costa (PT), governador da Bahia. (Foto: Márcio Lima/Folhapress) ORG XMIT: AGEN1901162318632385
***ARQUIVO***SALVADOR, BA, 16.01.2019 - Entrevista com Rui Costa (PT), governador da Bahia. (Foto: Márcio Lima/Folhapress) ORG XMIT: AGEN1901162318632385

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O governador da Bahia, Rui Costa (PT), anunciou nesta sexta-feira (8) a autorização para o retorno do público aos estádios de futebol do estado. Em um primeiro momento, a liberação será para 30% da capacidade das arenas.

Dessa maneira, o Campeonato Brasileiro passa a contar com torcedores de todos os 20 times da primeira divisão. Faltava só o Bahia. Os outros 19 já tinham essa permissão, com base em determinação da CBF (Confederação Brasileira de Futebol) e em decisões dos governos estaduais.

O reencontro do Bahia com sua torcida ocorrerá na próxima terça (12), contra o Palmeiras, na Fonte Nova. Antecipando-se ao anúncio de Rui Costa, a diretoria do clube tricolor havia iniciado um cadastro prévio de interessados na partida.

De acordo com o governador, será exigida dos espectadores a comprovação de imunização completa contra a Covid-19. Isso significa que eles deverão ter tomado duas doses da vacina de proteção contra o coronavírus ou a vacina em dose única da Janssen.

A CBF havia aprovado o retorno do público em assembleia realizada em 28 de setembro, porém o Bahia não tinha a autorização do governo estadual. Por esse motivo, foi adiado o jogo da equipe contra o Ceará, no último final de semana.

A liberação na Bahia também permite a volta aos estádios dos torcedores do Vitória, que disputa a Série B do Campeonato Brasileiro. O apoio será bem-vindo para um time que está na zona de rebaixamento para a terceira divisão.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos