Governo autoriza público na final da Copa da Itália entre Juve e Atalanta

·1 minuto de leitura
Foto de arquivo tirada em 12 de junho de 2020 mostra o presidente da Juventus, Andrea Agnelli, assistindo ao jogo de volta da semifinal da Copa da Itália contra o Milan, no estádio da Juventus, em Turim

A final da Copa da Itália entre Juventus e Atalanta, marcada para o próximo mês em Reggio Emilia (no norte do país), poderá ser disputada com a presença de torcedores nas arquibancadas, mas com uma lotação máxima de 20%, anunciou o subsecretário de Estado para a Saúde, Andrea Costa.

Considerando a capacidade do estádio, de propriedade do Sassuolo, cerca de 4.700 torcedores poderão assistir a esta partida no dia 19 de maio.

"Depois de falar com o ministro (da Saúde), Roberto Speranza, confirmo a disposição do governo em abrir o estádio ao público com um limite de 20% da sua capacidade”, disse Costa à agência italiana AGI.

"O CTS (comitê técnico científico) está estudando o protocolo para permitir que os espectadores cheguem com segurança e acompanhem o jogo com total respeito pela legislação anti-Covid".

Atualmente os torcedores não podem entrar em estádios de futebol na Itália, mas o país concordou que o Estádio Olímpico de Roma estará aberto aos espectadores com 25% de sua capacidade a partir de 11 de junho para todos os quatro jogos da Euro-2020 em que será sede.

O subsecretário de Estado da Saúde também se mostrou favorável à presença de pessoas, novamente com limites, na final do Masters 1000 em Roma, no tênis, no dia 16 de maio.

"Serão testes importantes para os jogos de futebol da Eurocopa em Roma", declarou Costa. "Um sinal fundamental para todo o mundo do esporte, que, mais uma vez, mostra o caminho apontando as datas para um retorno gradual à vida normal".

ea/clv/gh/pm/aam