Governo argentino libera ocupação de 50% nos estádios de futebol

·1 minuto de leitura
Lionel Messi celebra a conquista da Copa América com a Argentina, no Maracanã (AFP/CARL DE SOUZA)

O governo da Argentina autorizou nesta quinta-feira a ocupação de 50% da capacidade dos estádios do país em jogos oficiais a partir desta sexta, após um ano e meio de proibição de torcedores devido à pandemia de covid-19.

“Os maiores de 18 anos que receberam pelo menos uma dose de qualquer vacina terão que apresentar um comprovante para entrar nos estádios. Os menores estão isentos dessa exigência”, disse a ministra da Saúde, Carla Vizzotti, em entrevista coletiva na Casa Rosada (sede do governo).

Um evento piloto foi organizado em 9 de setembro, quando uma capacidade de 21 mil pessoas foi admitida para assistir ao jogo em que a Argentina goleou a Bolívia por 3 a 0, com três gols do astro Lionel Messi, pelas Eliminatórias Sul-Americanas para a Copa do Mundo de 2022.

Os torcedores estavam proibidos de comparecer nas arenas esportivas desde março de 2020, época em que a pandemia foi declarada no país.

Mais de 5,2 milhões de pessoas contraíram a doença e cerca de 115.000 morreram, na Argentina, que tem 45 milhões de habitantes.

“Alguns queriam que a capacidade fosse maior, mas isso não é possível. A pandemia não acabou. Devemos continuar a insistir no cumprimento dos protocolos”, disse o chefe de gabinete, Juan Manzur, na mesma conferência de imprensa.

dm/ol/lca

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos