Google afirma que latência não será um problema na sua nova plataforma, Stadia

Guilherme Pinheiro
Game Hall

Uma grande preocupação por parte do público, com relação ao Stadia, é sobre o impacto da latência durante as jogatinas. Ao demonstrar o visceral e rápido “Doom Eternal” durante a sua conferência, inclusive com trechos totalmente focados em gameplay, a intenção foi tranquilizar os potenciais consumidores sobre o possível atraso no reconhecimento de comandos entre a plataforma e o jogo.

O chefe do departamento direcionado para o Stadia, Phil Harrison, afirmou que “absolutamente, inequivocadamente, a latência não será um problema”. Depois de tamanha demonstração de confiança, e por ter disponibilizados testes para especialistas, como o Digital Foundry, que fez uma comparação entre o Stadia, PC e Xbox One X, parece que a empresa realmente não está poupando esforços para transmitir a experiência mais suave possível.

O lançamento do produto foi agendado para este ano – apesar de não possuir uma data específica. As regiões que receberão o suporte inicial são: Canadá, Estados Unidos, Reino Unido e parte da Europa. Como é necessária a implementação de servidores locais para que o serviço seja disponibilizado, o território brasileiro ficará de fora dessa primeira etapa.

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Leia também