Goleiro do sub-17 assina primeiro contrato no Palmeiras: ‘Inexplicável’

LANCE!/NOSSO PALESTRA
·1 minuto de leitura


Após contratar Fernando Prass, Jaílson e Weverton, o Palmeiras vê na sua forte categoria de base uma ótima oportunidade de retomar a velha tradição do clube de só utilizar goleiros formados na sua Academia.

Procurando trilhar os mesmos passos de grandes ídolos do clube, Kaique, de apenas de 17 anos, coloca São Marcos em um patamar acima e também se espelha em Alisson, do Liverpool e da Seleção Brasileira.

– Sem dúvidas, Marcos é um dos meus maiores ídolos e é um exemplo a ser seguido, mas tenho o Alisson como referência no momento. É o melhor goleiro do mundo e se você quer ser o melhor, precisa se espelhar nos melhores – disse o arqueiro.

Agora profissional, Kaique já faz planos para o futuro e, inevitavelmente, sonha em ingressar na equipe profissional, onde já realizou algumas atividades no ano passado. O jovem goleiro sequer consegue explicar a sensação de oficializar seu compromisso com o Verdão.​

​– É uma sensação inexplicável. Me sinto mais motivado para poder alcançar os meus objetivos, que é subir para o profissional e poder representar esse clube gigante dando o meu melhor dentro de campo – disse o garoto.

Sendo mais um fruto do futebol de várzea, Kaique conta como e onde começou a dar seus primeiros passos no futebol, inclusive com passagem pela Portuguesa.

– Comecei jogando no Penharol, um time amador de onde eu morava. Depois fui para a Portuguesa e passei um período lá. Agora, estou aqui, no Palmeiras, clube pelo qual tenho profunda e eterna gratidão e que está me proporcionando coisas maravilhosas – concluiu o jovem goleiro.