Goleiro, membro da comissão técnica e ídolo do Corinthians fazem aniversário nesta quinta-feira (3)

·2 minuto de leitura


O dia 3 de junho marca o aniversário de três figuras do Corinthians: o goleiro Caíque França, o analista de desempenho Fernando Lázaro, que compõe a comissão técnica de Sylvinho, e o ex-zagueiro Chicão, titular em títulos importantes do Timão, como a Libertadores e o Mundial de Clubes, em 2012.

Chicão e Lázaro, inclusive, nasceram exatamente na mesma data: 3 de junho de 1981, e completam 40 anos nesta quinta-feira (3). Já Caíque França possui 14 anos a menos e faz hoje 26 anos.

>> Confira a tabela da Copa do Brasil e veja os jogos do Timão
>> Baixe o novo app de resultados do LANCE!

O trio tem forte ligação com o clube do Parque São Jorge.

Fernando Lázaro é filho do ídolo corintiano, Zé Maria, lateral que vestiu a camisa alvinegra entre 1971 e 1983, e começou a trabalhar no Corinthians com 18 anos, no Departamento de Informática. O profissional foi responsável por implantar o Departamento de Análise de Desempenho no Timão, onde ficou até 2016, quando aceitou o convite de Tite para formar a comissão técnica da Seleção Brasileira, posteriormente trabalhando com Sylvinho no Lyon (FRA), retornando ao clube paulista no ano passado para coordenar o Cifut (Centro de Inteligência do Futebol). Durante o período que o Timão ficou sem treinador, após a demissão de Vagner Mancini, Lázaro comandou a equipe em dois jogos e agora compõe ativamente os trabalhos de campo do time, integrando a comissão técnica de Sylvinho.

Outra cria corintiana é Caíque França. Atualmente terceiro goleiro do clube alvinegro, ele voltou ao clube nesta temporada, após um ano defendendo o Oeste, por empréstimo. A primeira experiência do garoto no time profissional do Corinthians foi em 2015, com a promoção em definitivo no ano seguinte. Na base, Caíque conquistou o Brasileirão Sub-20, em 2014, e a Copa São Paulo de Futebol Júnior, no ano seguinte. Já no elenco profissional, o arqueiro esteve presente nos títulos paulistas, de 2017 e 2018, e brasileiro, em 2017.

Diferentemente dos outros dois, Chicão não inciou a sua trajetória no futebol pelo Corinthians, mas teve no Timão o ápice da sua carreira. Revelado no Mogi Mirim, passou por Portuguesa Santista, América-SP e Juventude, até chegar ao Figueirense, onde na sua segunda temporada chamou a atenção do Alvinegro do Parque São Jorge. Entre 2008 e 2013, Chicão vestiu as cores corintianas, sendo titular dos títulos da Série B (2008), Paulista (2009 e 2013), Copa do Brasil (2009), Brasileiro (2011), Libertadores (2012) e Mundial de Clubes (2012).

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos