Com goleiro inspirado, Atlético empata e avança na Champions

O Atlético de Madrid está nas quartas de final da Liga dos Campeões da Europa. Nesta quarta-feira, o time espanhol segurou o empate por 0 a 0 com o Bayer Leverkusen, no Estádio Vicente Calderón, e garantiu presença na próxima fase da competição. O destaque do jogo foi o goleiro Oblak, que fechou o gol e não permitiu que os alemães balançassem as redes.

Com a vantagem adquirida no primeiro confronto, quando venceu o Bayer por 4 a 2 na Alemanha, o Atlético entrou em campo disposto a jogar com o regulamento a seu favor e foi justamente o que aconteceu. O time esperava o adversário tomar a iniciativa para depois buscar o contra-ataque.

A estratégia dos colchoneros deu certo e o time assegurou a classificação, em noite inspirada de Oblak debaixo das traves. Agora, o Atlético aguarda o sorteio para conhecer seu adversário nas quartas de final do principal torneio de clubes da Europa. O sorteio acontece nesta sexta-feira, a partir das 8 horas (de Brasília), em Nyon, na Suíça.

O jogo – Precisando do resultado, o Bayer começou a partida pressionando o Atlético. Logo aos quatro minutos, os alemães chegaram pela primeira vez com perigo. Volland recebeu na meia-lua, girou para cima de Vrsaljko, puxou para a canhota e bateu cruzado. A bola passou perto da trave esquerda de Oblak.

Aos poucos, o Atlético foi equilibrando as ações e a partida ficou mais parelha. Os donos da casa levaram perigo aos 14 minutos, mas Carrasco foi travado no momento da finalização. Na sequência, o Bayer buscou o contra-ataque e Brandt recebeu na área, porém acabou desarmado por Giménez ao tentar puxar para a direita.

Os alemães voltaram a assustar na marca de 20 minutos. Wendell recebeu na esquerda e acionou Chicarito na área. O mexicano dominou e chutou de pé esquerdo, mas mandou por cima da meta de Oblak. Apesar de buscar mais o ataque, o Bayer era pouco agressivo e facilitava a vida dos espanhóis, que jogavam com o regulamento debaixo do braço.

Nos instantes finais do primeiro tempo, o Atlético aumentou a intensidade e criou boas chances para abrir o placar. Aos 38, Godín lançou na frente para Griezmann, que escorou de primeira para a chegada de Correa. O argentino dominou, invadiu a área e chutou no canto, mas Leno fez grande defesa. Em seguida, foi a vez de Koke obrigar o goleiro alemão a fazer outra boa intervenção.

Os donos da casa voltaram para a etapa final com mais disposição e passaram a tomar conta do jogo. Com menos de um minuto, Griezmann já assustou Leno. Aos dez minutos, Partey lançou na direita para Correa, que passou por dois marcadores e bateu colocado, mas a bola saiu por pouco. Na sequência, Griezmann recebeu de Carrasco e tentou por cobertura, porém mandou à direita do gol.

Na marca de 23 minutos, o Bayer teve três chances claras de marcar no mesmo lance. Brandt aproveitou falha da zaga colchonera, roubou a bola, saiu cara a cara com Oblak, mas bateu em cima do goleiro. Volland ficou com o rebote, mas Oblak voltou a defender. A segunda sobra ficou com Chicarito e o arqueiro do Atlético trabalhou mais uma vez para evitar o gol.

A partir daí a partida ficou mais aberta, com chances para os dois lados. Aos 24, Griezmann recebeu na direita, entrou na área e arriscou chute cruzado, mas mandou por cima. A resposta do Bayer veio logo em seguida após finalização de Bellarabi, prontamente defendida por Oblak. O arqueiro do Atlético voltou a trabalhar defendendo as tentativas de Bailey e Kampl, aos 34 e 35 minutos, respectivamente. O Bayer insistiu até o final e teve mais uma chance na marca de 44 minutos, quando Bellarabi fez boa jogada pela direita e cruzou para a área, mas Bailey cabeceou para fora.