Goleiro Bruno se apresenta à polícia após decisão do STF

Goleiro se entregou voluntariamente na delegacia de Varginha, mas foi liberado por conta do mandato de prisão ainda não ter sido expedido

Horas depois da decisão do STF de revogar o habeas corpus, o goleiro Bruno se apresentou à polícia de Varginha no fim da tarde desta terça-feira. O jogador chegou espontaneamente à delegacia Delegacia Regional de Varginha, no Sul de Minas Gerais. O jogador assinou uma certidão em que compromete a se entregar e foi liberado, tendo em vista que o mandato de prisão ainda não foi expedido. O atleta deverá se apresentar nesta quarta-feira ao juiz da 1ª Vara Criminal de Varginha.

O local para onde Bruno deverá ser levado ainda não está definido. De acordo com o delegado regional de Varginha, Roberto Alves Barbosa Júnior, em entrevista ao G1, existe a possibilidade do goleiro ficar detido no presídio da cidade.

- Há a possibilidade dele ficar preso, já que ele já tem domicílio aqui já, ele já reside em Varginha, pode ser que ele fique recolhido aqui no presídio de Varginha, mas isso é uma decisão que o juiz vai decidir amanhã.

O advogado de Bruno, Lúcio Adolfo, também em entrevista ao G1, falou que o goleiro vai se apresentar nesta quarta-feira e afirmou que vai recorrer da decisão do STF.

- Ele se apresentou, mas como o mandado de prisão não havia chegado, ele se comprometeu a se apresentar amanhã e vai fazer isso comigo. Vamos recorrer amanhã mesmo, no STF de um lado e em Varginha de outro.







E MAIS: