Goleiro Bruno, condenado por homicídio, e delegação do Rio Branco são internados com suspeita de intoxicação

Colaboradores Yahoo Esportes
·1 minuto de leitura
Goleiro Bruno, condenado por homicídio, e delegação do Rio Branco estão internados com suspeita de intoxicação alimentar

A delegação do Rio Branco, time que disputa a Série D do Campeonato Brasileiro, está hospitalizada um uma UPA (Unidade de Pronto Atendimento) em Bragança, no Pará, com suspeita de intoxicação alimentar.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Esportes no Google News

Entre os atletas internados, está o goleiro Bruno, condenado a 22 anos e três meses de prisão pelo homicídio triplamente qualificado de Eliza Samudio, em 2010.

Leia também:

Segundo o time acreano, os casos mais agravantes são de Bruno, dos zagueiros Wallinson e Paulinho e do meia Guilherme Campana.

A delegação começou a passar mal após um jantar um restaurante pré-determinado na logística. Ao retornarem ao hotel onde estão hospedados, cada integrante foi acometido por náuseas, vômitos, febre e tontura.

A pedido do clube, a CBF adiou a partida com o Bragantino-PA, válida pela última rodada do turno da Série D. O jogo, que seria realizado neste domingo (18), às 15h (horário de Brasília), foi remarcado para esta segunda, no mesmo horário, dependendo da liberação médica dos atletas hospitalizados.