Goleira do Chile critica VAR e levanta nova suspeita de favorecimento ao Japão

·2 minuto de leitura
Endler é uma das melhores goleiras do mundo (Masashi Hara/Getty Images)
Endler é uma das melhores goleiras do mundo (Masashi Hara/Getty Images)

A seleção chilena feminina de futebol é mais uma a deixar a Olimpíada de Tóquio com reclamações da arbitragem. Mais precisamente, sobre um suposto favorecimento ao Japão. A goleira da equipe, Christiane Endler, expôs essa revolta após a derrota por 1 a 0 para as donas da casa, que eliminou as sul-americanas ainda na fase de grupos.

Grande nome da seleção chilena, Endler reclamou bastante de um lance em que a bola teria entrado no gol do Japão, mas a arbitragem não viu. A imagem publicada por ela nas redes sociais dá a impressão de que, de fato, a bola ultrapassou totalmente a linha de gol.

Leia também:

“Nos vendem o conto de que a tecnologia foi implementada para impor justiça no futebol. Justiça para todos? Ou só para alguns? VAR, onde você estava?”, escreveu no Instagram.

Endler criticou a arbitragem nas redes sociais - Foto: Reprodução/Instagram
Endler criticou a arbitragem nas redes sociais - Foto: Reprodução/Instagram

Com a derrota desta quarta, o Chile despediu-se da Olimpíada sem pontuar, na lanterna do Grupo E. Se vencesse, porém, ultrapassaria o Japão, tiraria as donas da casa do torneio e avançaria às quartas de final.

Outras reclamações

As reclamações sobre supostos favorecimentos aos anfitriões têm se repetido nos Jogos de Tóquio e foram entoadas também por brasileiros. No último sábado, torcedores e especialistas consideraram que Kevin Hoefler foi prejudicado na disputa do skate street pelos juízes, que teriam dado notas excessivamente altas para Yuto Horigome. O japonês ficou com o ouro, enquanto o brasileiro levou a prata.

O caso mais destacado, porém, aconteceu no surfe. Gabriel Medina perdeu a semifinal para o japonês Kanoa Igarashi, que virou a bateria na reta final, com uma manobra bastante semelhante à já realizada pelo brasileiro e que, na ocasião, recebeu nota consideravelmente mais baixa. Medina deixou a competição bastante insatisfeito com a decisão. Igarashi ficou com a prata.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos