Goleador no atual campeão japonês, atacante Edigar Junio mira o bicampeonato da J-League

LANCE!
·2 minuto de leitura


O Japão é mais um país a voltar a ter jogos de futebol após o surto do coronavírus. Neste fim de semana, a segunda rodada do Campeonato Japonês será retomada, e quem comemora é o atacante brasileiro Edigar Junio, do Yokohama Marinos, que conquistou o título nacional em 2019. A equipe enfrenta o Urawa Red Diamonds, neste sábado (4), às 7h de Brasília.

– É um sentimento de muita alegria poder voltar a fazer aquilo que a gente gosta de fazer, que é jogar futebol, voltar a competir – afirma, relatando-se que se sente mais seguro em relação à pandemia.

– O Japão está muito avançado para poder normalizar a vida. Já tem parques abrindo, até a Disney já abriu, com algumas restrições e cuidados, mas acredito que o estágio da pandemia já vai se normalizando. Estamos nos sentindo mais seguros em relação à saúde – disse.

Emprestado pelo Bahia, Edigar foi um dos principais goleadores na campanha do título nacional do Marinos no ano passado, com 11 gols em 16 rodadas. Depois, ele fraturou a fíbula esquerda, que o fez perder a reta final da competição. Nesta temporada, chegou a jogar alguns minutos na primeira rodada, antes da paralisação. Até por isso, sua vontade é ainda maior na busca pelo bicampeonato.

– Eu tive um começo muito bom no Marinos, muito importante para a minha carreira, ajudando com gols, vitórias… Infelizmente, eu tive uma lesão séria, mas sei que tive minha parcela na conquista. Estamos trabalhando firme, confiantes para poder conquistar esse título novamente. Estamos com os pés no chão, há muitos adversários qualificados, mas vamos defender com unhas e dentes esse título, para no fim podermos sair com o bicampeonato – ressaltou.

Durante a pandemia, o brasileiro ainda viveu um misto de sentimentos. Enquanto redobrava os cuidados na quarentena, no início de maio ele virou pai de João Miguel, fruto da união com a esposa Sara.

– Foi certamente uma das melhores sensações da minha vida, um sonho realizado. O meu João Miguel chegou para alegrar ainda mais a minha família, o meu casamento. A quarentena, de certo modo, até foi boa para mim, pois consegui estar em todos os momentos no começo de vida dele. Agora, com o futebol voltando, vou ter que me adaptar, tomar todos os cuidados, melhorar o descanso, minha recuperação… Vai ser um período muito intenso de jogos, de quarta e domingo, que aqui no Japão não é o habitual, mas vamos nos adaptar e fazer de tudo para conseguir nos acostumar. Espero poder fazer jogos bons e buscar os títulos, e conseguir aproveitar a família nos momentos de descanso – finalizou.