Bilardo dispara contra Sampaoli: "não é nem bom técnico, nem boa pessoa"

Buenos Aires, 29 mar (EFE).- Técnico campeão do mundo com a Argentina em 1986, Carlos Bilardo soltou o verbo nesta quarta-feira contra Jorge Sampaoli, que dirige o Sevilla e vem sendo especulado pela imprensa do país como possível substituto do atual treinador da Albiceleste, Edgardo Bauza.

"Não é bom. Não é nem bom técnico, nem boa pessoa. Onde esteve, foi um desastre, quiseram tirá-lo em todos os lados", afirmou Bilardo à emissora de rádio "La Red" ao ser questionado sobre a possibilidade de a AFA (federação argentina de futebol) demitir Bauza para contratar Sampaoli.

"No Chile foi um desastre o que fez. Agora (os jornalistas) querem colocá-lo em outro lado. Não podemos ter suado até a alma durante tantos anos, com duas Copas do Mundo e dois vices mundiais, para que agora mencionem este sujeito", criticou.

Bilardo, de 78 anos, acredita que há cerca de dez técnicos argentinos "melhores" que o atual comandante do Sevilla e afirmou que seu compatriota tem "jornalistas amigos" que "dizem que Inter de Milão, Milan e outras equipes o querem", mas que "a verdade" é que "ninguém o quer".

"Se Sampaoli vier para a (seleção) Argentina, vou pegar um navio e ir para o Uruguai", disse.

Além disso, Bilardo afirmou que Bauza é "o responsável" pela Argentina ocupar a quinta posição nas Eliminatórias sul-americanas.

"Nunca diria (a Bauza) 'ponha este ou aquele', porque não gostava que fizesem isso comigo. Bauza sabe que continuará se ganhar, e se perder sairá. Por isso ele arma o elenco que mais lhe agrada", explicou.

Bilardo também insultou os dirigentes da AFA por terem lhe negado ingresso para assistir à partida entre Argentina e Chile disputada na semana passada no estádio Monumental de Núñez, em Buenos Aires, pelas Eliminatórias. EFE