Gol de Nenê contra o Cerro Porteño estabelece recorde histórico na Libertadores

·1 minuto de leitura

Responsável por portar a braçadeira de capitão do Fluminense na ausência de Fred, Nenê teve uma inspirada noite de Libertadores nesta terça-feira (13), contra o Cerro Porteño, no Paraguai. Com grande atuação, o experiente armador anotou o gol que abriu o placar da partida, tento que estabeleceu um recorde histórico da competição.

De acordo com a apuração do Misterchip - especialista em levantamento de dados e estatísticas do futebol -, Nenê (39 anos e 359 dias) tornou-se o jogador mais velho a anotar um gol em uma partida eliminatória de Libertadores, superando a marca de Carlos Ángel López, que foi às redes pelo Bolívar na edição de 1991 quando tinha 38 anos e 281 dias de idade.

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

Vale lembrar que, durante a fase de grupos, Nenê já havia igualado outro recorde interessante envolvendo a Conmebol Libertadores: o maior hiato entre um gol e outro marcado na competição. O tento contra o River Plate foi o primeiro do armador desde a edição de 2003, quando foi às redes contra o Independiente Medellín, vestindo a camisa do Santos. Os 18 anos de diferença entre um gol e outro estabeleceram uma marca que só havia sido emplacada por Roque Santa Cruz.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos