Após gol em clássico, meia Guerra pode ser titular na Libertadores

Em seu primeiro jogo como mandante na Copa Libertadores 2017, o Palmeiras enfrenta o Jorge Wilstermann às 21h45 (de Brasília) desta quarta-feira, no Estádio Palestra Itália. O meia Alejandro Guerra, após marcar no clássico contra o São Paulo, pode ser titular diante do adversário boliviano.

Pelo Atlético Nacional, Guerra foi premiado como melhor jogador da última edição da Copa Libertadores, vencida pelo time colombiano. A contratação do jogador de 31 anos de idade simboliza as pretensões do Palmeiras, ávido por disputar o Mundial de Clubes.

Guerra teve um início instável pelo novo clube e falhou no gol marcado pelo corintiano Jô em seu primeiro Derby. Nas últimas partidas, Eduardo Baptista ficou satisfeito com a atuação de Dudu centralizado, o que dificultou ainda mais a vida do venezuelano, especialista no setor.

Com uma concorrência intensa na posição, Guerra ficou apenas como alternativa no banco de reservas durante o empate por 1 a 1 contra o Atlético Tucumán, estreia do Palmeiras pela Libertadores. Na Argentina, Eduardo Baptista optou por reforçar o meio com Thiago Santos ao lado de Felipe Melo.

Diante do São Paulo, com alguns atletas poupados para o torneio continental, Guerra ganhou uma nova chance entre os titulares e, atuando como meia, não decepcionou. Em uma boa exibição, ele mostrou sintonia com o centroavante Miguel Borja, parceiro dos tempos de Atlético Nacional, e marcou no Campeonato Paulista seu primeiro gol pelo Palmeiras.

Eduardo Baptista preferiu fechar o último treinamento antes do confronto com o Jorge Wilstermann e não deu pistas sobre a escalação. Na disputa por uma vaga entre os 11, Guerra briga com o atacante Keno, autor do gol de empate na Argentina. Com a presença do venezuelano, Dudu sai da meia para a ponta.

O zagueiro Vitor Hugo, suspenso, será substituído pelo veterano Edu Dracena. Assim, o Palmeiras deve entrar em campo com a seguinte escalação: Fernando Prass; Jean, Mina, Edu Dracena e Zé Roberto; Felipe Melo; Michel Bastos, Tchê Tchê, Dudu e Keno (Guerra); Borja.