Goiás encerra invencibilidade histórica do Vasco na Copa do Brasil

André Schmidt
LANCE!


Fabiano Borges, Coutinho, Marcos, Adriano e Jorginho Paulista; Osmar (depois Diego), Ygor, Allann Delon (Rubens no intervalo) e Róbson Luiz (entrou Gustavo); Alex Dias e Romário. O técnico era Joel Santana. O que te faz recordar essa escalação?

Muito torcedor não deve lembrar, alguns nem eram nascidos, mas foi com essa formação que o Vasco perdeu por 3 a 0 para o Baraúnas, em 2005. Uma das maiores zebras da história de São Januário. Cícero Ramalho, atacante de 40 anos e visivelmente acima do peso, foi o destaque do duelo. Um jogo que, até então, havia marcado a última derrota do Cruz-Maltino em seu estádio pela Copa do Brasil. Até essa quinta-feira.

Com um gol de Fabio Sanches, o Goiás bateu a equipe vascaína e encerrou a longa invencibilidade que já durava quase 15 anos na Colina - o duelo contra o time potiguar aconteceu em abril. Como mandante, jogando também no Maracanã e no Nilton Santos, o Vasco não perdia na competição desde 2007, quando foi batido pelo Gama por 2 a 1, no Mário Filho.

Desde então, haviam sido 37 partidas sem se derrotado no Rio de Janeiro, com 22 vitórias e 15 empates, a maior série invicta de um mandante na história da disputa nacional. Uma sequência encerrada nesta quinta, em mais uma apresentação muito ruim dos comandados de Abel Braga.







Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Leia também