Goiás vence Inter e entra de vez na briga pelo Libertadores

Futebol Latino
LANCE!
Rafael Moura comemora gol na vitória no Goiás (Jeferson Guareze/AGIF)
Rafael Moura comemora gol na vitória no Goiás (Jeferson Guareze/AGIF)

Em uma mistura da noite primorosa do goleiro Tadeu e o significado claro de eficiência no uso dos contra-ataques, o Goiás conseguiu uma vitória de suma importância diante do Internacional por 2 a 1 em compromisso da 35ª Rodada do Campeonato Brasileiro.

Com esse resultado, o time dirigido pelo técnico Ney Franco colar no G8 chegando aos 49 pontos e deixar a posição do Inter ainda mais ameaçado. Por ora, a equipe gaúcha tem 51 unidades e está em 7°.

Leia também:

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

MOBILIDADE ANIMADORA

Principalmente em relação a sua linha ofensiva montada com Nico López, Guerrero e D'Alessandro, o Inter apresentava um elemento importante e motivo de críticas dentro das outras partidas onde o time demonstrava pouca capacidade de desconstruir a defesa adversária: a mobilidade dos atacantes conseguindo arrastar os marcadores e abrir espaços na defesa goiana.

Dentro dessa realidade, o time gaúcho foi em praticamente todo o início do confronto soberano nas jogadas ofensivas e chegou não só a obrigar Tadeu a fazer grande defesa no chute de fora da área como também acertar o travessão logo no lance seguinte em bonita finalização do zagueiro Victor Cuesta.

BALDE DE ÁGUA VERDE

A jogada que começou de maneira até despretensiosa com um chute de longa distância dado por Rafael Moura acabou sendo a nascente do primeiro gol do jogo onde, ao contrário do que tudo indicava, saiu para o Esmeraldino.

Depois de Marcelo Lomba espalmar no travessão, ela voltou para Michael ganhar a sobra e ela cair novamente nos pés do He-Man que, a frente da marca do pênalti, bateu no extremo canto direito de Lomba. Com isso, o Goiás não só estufou as redes do Colorado como também aumentou a pressão do torcedor da casa para com o time mediante a insatisfação dos últimos resultados.

AUMENTOU A CONTA, MAS...

Se aproveitando da notória sensação de nervosismo que se abateu sobre o time de Zé Ricardo, os visitantes se armaram para aproveitar uma oportunidade exatamente como surgiu com Rafael Moura dando passe preciso e Barcia fintando a marcação para o drible e o chute defendido bem por Marcelo Lomba. No rebote, Michael pegou de primeira e fez o segundo dos goianos, mas a arbitragem esperou a análise do VAR e anulou o tento por impedimento.

SHOW PARTICULAR

Quando o Inter conseguiu retomar a melhor forma no sentido de aplicar um volume capaz de sufocar o adversário, quem apareceu de maneira extremamente destacada foi o goleiro Tadeu. Foram três intervenções consecutivas já nos acréscimos da etapa inicial e a clara demonstração de que o Colorado precisaria trabalhar com mais precisão nas finalizações se quisesse furar o bloqueio de uma inspirada noite do arqueiro Esmeraldino.

ESPELHO DO CONFRONTO

Enquanto Tadeu seguia fazendo sua defesas quase que inacreditáveis, o Goiás aproveitou o seu poderio de contra-ataque e a extrema habilidade de Michael para deixar o que já era bom ainda melhor. Partindo em velocidade desde o meio-campo, o camisa 11 do clube do Centro-Oeste deixou os dois laterais adversários pra trás e tocou com muita propriedade na saída de Lomba que nada pode fazer.

FINAL ELÉTRICO

Paolo Guerrero até conseguiu passar pelo verdadeiro "muro" colocado na meta do Goiás quando a cobrança de escanteio foi direto na cabeça do centroavante peruano e diminuir a contagem. Entretanto, ao mesmo tempo que os gaúchos se abriram para buscar a reversão do quadro, esse tipo de atitude também deu maiores espaços onde o Esmeraldino foi muito favorecido nos contra-ataque com Barcia chegando a marcar. Contudo, a arbitragem marcou a posição adiantada onde o placar ficou no 2 a 1 para festa dos visitantes e uma sonora vaia ao time do Beira-Rio.

FICHA TÉCNICA
INTERNACIONAL 1x2 GOIÁS

Local: Beira-Rio, Porto Alegre (RS)
Data e hora: 27/11/2019 - 19h30 (horário de Brasília)
Público e renda: 21.302 pessoas/R$ 465.110,00
​Árbitro: Caio Max Augusto Vieira (CBF-RN)
Assistentes: Jean Márcio dos Santos (CBF-RN) e Fabiano da Silva Ramires (CBF-ES)
​VAR: Wagner Reway (FIFA-PB)
Cartões amarelos: D'Alessandro, Sarrafiore (INT), Alan Ruschel, Michael, Léo Sena (GOI)
Cartões vermelhos: -
Gols: Rafael Vaz (14'/1°T), Michael (26'/2°T) e Guerrero (32'/2°T)

INTERNACIONAL: Marcelo Lomba; Heitor, Rodrigo Moledo, Victor Cuesta e Uendel; Edenílson, Bruno Silva (Nonato, no intervalo), Nico López, D'Alessandro e Patrick (Sarrafiore, aos 11'/2°T); Paolo Guerrero. Técnico: Zé Ricardo.

GOIÁS: Tadeu; Yago Rocha, Fábio Sanches, Rafael Vaz e Alan Ruschel; Yago Felipe (Thalles, no intervalo), Gilberto e Léo Sena; Michael (Dudu, aos 46'/2°T), Rafael Moura (Kaio, aos 38'/2°T) e Leandro Barcia. Técnico: Ney Franco.

Siga o Yahoo Esportes

Twitter | Flipboard | Facebook | Spotify | iTunes | Playerhunter


Leia também