Godín afasta prejuízos de empate do Uruguai em estreia da Copa: 'Se não pode ganhar, não perca'

Diego Godín foi titular na estreia do Uruguai na Copa do Mundo (Foto: Anne-Christine POUJOULAT / AFP)


O Uruguai fez sua estreia na Copa do Mundo do Qatar com um empate sem gols com a Coreia do Sul, em jogo válido pelo Grupo H. Titular e veterano, o capitão Diego Godín analisou a partida e fez uma autocrítica, alegando que a Celeste "pode entregar mais" ao longo do torneio.

> Quais são os maiores jogadores da Seleção em Copas do Mundo? Veja votação na redação do LANCE!

- Foi muito difícil. Perdemos muitos duelos e tivemos muitas imprecisões. Não conseguimos sair com clareza em alguns contra-ataques e abusamos da bola longa, que era pra ser um "fator surpresa". Perdemos em nossos pontos mais fortes. Mas o empate foi importante. Se não pode ganhar, não perca - disse o zagueiro.

O capitão de 36 anos prosseguiu dizendo que a seleção comandada por Diego Alonso não fez o melhor jogo, mas que agora resta apenas pensar nos próximos passos a serem dados no Mundial.

> Clique e confira a tabela completa e simulador da Copa do Mundo!

- Em um torneio como este não há tempo para arrependimentos. Temos que corrigir e melhorar. Temos que crescer e melhorar. O Uruguai tem jogadores que podem dar muito mais. Agora precisamos pensar no próximo jogo, que será mais um dos grandes - reforçou Godín, que concluiu:

- Todas as seleções aprenderam a competir. Destaco o compromisso que temos com nosso torcedor, com a camisa e com a solidariedade. Se isso faltasse, seria triste. Não podemos perder o que o Uruguai sempre teve.

O Uruguai volta a entrar em campo na próxima segunda-feira, pela segunda rodada do Grupo H, às 16h (de Brasília), contra Portugal.