Globo Esporte não voltará nesta semana e emissora reavalia retorno

Rodrigo Souza*
LANCE!


Em meio à pandemia do novo coronavírus, a Federação de Futebol do Rio de Janeiro (FFERJ) definiu o retorno do Campeonato Carioca e a decisão causou muita polêmica e divisão entre os clubes. Enquanto Flamengo, Vasco e demais clubes de menor expressão votaram a favor, Fluminense e Botafogo foram contra o retorno e entraram com ação no TJD-RJ.

Com a possibilidade da volta do estadual, a Rede Globo discute internamente um possível retorno do programa Globo Esporte a grade de programação da emissora. No entanto, ainda não há definição. Segundo apuração do LANCE!, o programa não retornará nesta semana e a emissora reavalia a retomada. Por ora, a exibição acontece dentro do jornal 'RJ 1'.

Disputa entre Flamengo e Globo

Desde o início do Campeonato Carioca, Flamengo e Rede Globo não entraram em acordo sobre os valores dos direitos de transmissão. Com a reta final do estadual se aproximando, ambas partes voltaram a conversar, mas novamente terminou sem acordo.

Com o risco da partida contra o Bangu ficar sem exibição, o presidente Rodolfo Landim, do Flamengo, se reuniu com o presidente Jair Bolsonaro para explicar os detalhes da legislação. O presidente da República assinou uma medida provisória que permitia a transmissão do jogo e dava direito ao mandante negociar suas partidas.

A medida provisória feita pelo presidente Jair Bolsonaro fez modificações à Lei 9.615/1998, a Lei Pelé. Em nota, a Rede Globo diz que a MP não vai alterar os contratos de transmissão de jogos já assinados e destaca que está pronta para ir à Justiça por qualquer violação de seus direitos.

Globo questiona protocolo e segurança

A Rede Globo, detentora dos direitos de transmissão do Campeonato Carioca, questionou a Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro (FFERJ) sobre a volta da competição que está marcada para recomeçar nesta quinta-feira com a partida entre Flamengo e Bangu. A emissora mostrou preocupação com o protocolo sanitário e com a segurança dos jogadores.

Em carta enviada à FFERJ, a emissora destacou uma "profunda preocupação com a ausência de segurança para a realização dos jogos tanto para os profissionais que participam do espetáculo quanto em relação às equipes que participam da transmissão e cobertura jornalística".














Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Leia também