Giroud agradece oftalmologista por artilharia no começo da carreira

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Olivier Giroud é um dos destaques do Milan que lidera o campeonato italiano. Foto: Andrea Staccioli/Insidefoto/LightRocket via Getty Images
Olivier Giroud é um dos destaques do Milan que lidera o campeonato italiano. Foto: Andrea Staccioli/Insidefoto/LightRocket via Getty Images

Olivier Giroud está buscando conquistar um novo título em sua carreira. O Milan lidera a Série A com três rodadas restantes e dois pontos acima do Inter, seu grande rival.

Mas para poder se consagrar como, por exemplo, campeão da Copa do Mundo com a França em 2018, teve que fazer uma pequena grande mudança em sua vida: usar lentes de contato. E o atacante de 35 anos confessa: “Ganhamos o campeonato com o Montpellier e fui o artilheiro graças ao oftalmologista”.

Leia também:

Em uma entrevista descontraída com o italiano GQ, ele revelou os dez objetos dos quais nunca se desfaz. Entre eles, suas lentes de contato.

"Uso óculos desde 2011. É engraçado, digo hoje pela primeira vez na frente das câmeras. Na primeira temporada com Montpellier eu não tinha óculos. Quando meus amigos e familiares viram na TV que eu apertei os olhos, eles me disseram que havia um problema, então na segunda temporada eu fui ao oftalmologista, que me perguntou como era possível eu fazer gols com os olhos que eu tinha... me aconselhou a colocar lentes de contato. É engraçado porque na segunda temporada ganhamos o campeonato e fui o artilheiro graças ao oftalmologista "Giroud confessou. E assim foi, na temporada 2011/12 venceu a Ligue 1 e marcou 21 gols.

Também na entrevista ele contou outras curiosidades sobre sua personalidade. “Sou viciado em café, adoro relógios e na minha casa nunca se pode perder uma bola”.

Por outro lado, ele nomeou objetos como a Bíblia, "ser crente me ajuda muito todos os dias a seguir em frente", suas caneleiras e seus botins com os nomes de sua família neles, tiramisu como sua sobremesa favorita e as chaves de seus carros que "estão sempre comigo": "Sou um grande fã de carros esportivos. Quando eu era pequeno, meu pai tinha carros lindos. Também gosto muito do ronco do motor. Posso ter o mesmo sentindo como quando jogo futebol, uma grande descarga de adrenalina tenho vários, mas aqui em Milão, como temos o patrocinador da BMW, dirijo um lindo M8”, finalizou.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos