Giovanni Manson se apresenta à torcida do Fluminense e diz: 'Vou dar muita alegria'

Giovanni Manson assinou contrato com o Fluminense até 2023 (Foto: Mailson Santana / Fluminense)


Recém-contratado pelo Fluminense, o meia-atacante Giovanni Manson falou nesta quinta-feira pela primeira vez como jogador do Tricolor. Em entrevista coletiva no CT Carlos Castilho, o jovem de 20 anos falou sobre as dificuldades que viveu na Europa, quando defendia o Ajax, e também se apresentou à torcida. A estreia do camisa 37 foi na última terça-feira, contra o Nova Iguaçu.

- A dificuldade foi no começo, eu não sabia falar, não sabia me comunicar com os jogadores. Mas tinha um treinador português, que eu conseguia falar com ele. A coisa boa foi a parte tática, isso me ajudou muito a estar mais bem preparado. No começo foi difícil, eu fui sozinho. Peguei a época da Covid e a minha família não podia ir. Eu tinha que ficar sozinho um tempo lá, não sabia falar nada. Foi minha maior dificuldade.

+ Veja a tabela e os jogos do Campeonato Carioca 2023


Giovanni comentou também sobre a experiência de trabalhar com Fernando Diniz. Para o jogador, o estilo de troca de passes não é novidade.

- Com o Diniz me ajudando, acho que meu futebol vai sair. Tenho certeza que vou dar muita alegria para a torcida do Fluminense. Eu vivi isso (troca de passes) no Santos, na categoria de base, com o professor Luciano, que tem as mesmas características do Diniz. De não dar chutão, de sair jogando. Acho que o Diniz me ajuda com essa característica. Eu sou um jogador técnico. Gosto de estar sempre tocando na bola e isso me ajuda. Foi uma estreia muito boa, o Diniz vem falando comigo diariamente, passando confiança. Acho que isso vai me ajudar dentro de campo.

+ Confira a movimentação do Fluminense no mercado da bola no Vaivém do L!

+ Começa nesta quinta! Saiba quem são as joias da Seleção Sub-20 para a disputa do Sul-Americano

CONFIRA OUTROS TRECHOS DA ENTREVISTA

Idolatria por Ganso
O Ganso é um ídolo para mim. Ele joga na minha posição. Isso de disputar posição, ele é o titular, é trabalhar forte diariamente. Todo o grupo aqui tem qualidade. Temos muitas competições este ano. Todo o grupo vai estar bem preparado para ser utilizado.

Posicionamento em campo
Minha posição mesmo é meio de campo. Na Europa, eu joguei mais pelas pontas. Mas eu jogo mais no meio, com a 10 ou a 8. Mas estou preparado para jogar em qualquer posição. Sou um jogador técnico, tenho bom drible. Tenho passe bom. Nessas funções eu já fiz na seleção (na base). O que o professor escolher estarei preparado.