Giovanni chega ao Fluminense em busca de afirmação no futebol brasileiro

Giovanni chama a atenção por agilidade e por trocas rápidas de passes (Divulgação/Fluminense


A luta por um esperado espaço move Giovanni em sua chegada ao Fluminense. O meia-atacante, anunciado na segunda-feira (2) dia da reapresentação do elenco tricolor, chega às Laranjeiras com a vivência de quem se formou no futebol europeu. Porém, ainda há uma ansiedade para assegurar uma sequência de jogos.

+ MERCADO DA BOLA: veja as novidades do seu time de coração

Logo depois de despontar no Santos, Giovanni chegou a disputar a Copa São Paulo de Futebol Júnior em 2019. Assim que seu vínculo de formação acabou, assinou contrato com o Ajax, mas sua saída foi conturbada. O clube santista ameaçou pedir uma indenização ao time holandês por suposto assédio.

Após atuar no Jong Ajax (nome da equipe sub-23 do Ajax), Giovanni Marson chegou a ter um início promissor. Entretanto, em meio a altos e baixos, demorou a engrenar o suficiente para ter uma chance na equipe holandesa. Neste período, chegou a atuar no Telstar.

+ Obrigado, Vossa Majestade! Confira página especial sobre Pelé

Com passagens pela Seleção Brasileira em diversas categorias de base, Giovanni se caracteriza por atuar pelos lados. O jogador de 20 anos recorre à agilidade para tentar tabelas.

Além de gostar de lapidar promessas, o técnico Fernando Diniz tende a tentar aprimorar outra característica do atleta. Ao ser acionado, Giovanni costuma dar toques rápidos em busca de companheiros, tentando manter o estilo de jogo ofensivo.

A concorrência, tanto no meio quanto no ataque, será bastante acirrada. No entanto, após um período de tanto aprendizado e de luta por afirmação, Giovanni retorna da Europa com fôlego renovado para acirrar a disputa no setor ofensivo e buscar seu espaço nas Laranjeiras.