Gilson Ricardo também fez sucesso na TV e tinha o cartão vermelho como marca registrada


O comunicador Gilson Ricardo, que morreu no último domingo, teve a carreira fortemente ligada à rádio, mas também teve passagens marcantes pela televisão. Ao longo de seus trabalhos na "CNT", na "Rede Bandeirantes" e no "SBT", o jornalista comentou em diferentes programas esportivos e adotou o cartão vermelho como marca registrada.

Acostumado com as transmissões em rádio, nas quais o som é o único recurso, Gilsão aproveitava a possibilidade visual da televisão para exibir um cartão vermelho de reprovação. A cada edição, o comentarista apontava o destaque negativo da rodada do futebol e apresentava o item para as câmeras.

+ ATUAÇÕES: Flamengo tem destaques individuais na boa atuação coletiva que amassou o Nova Iguaçu

Na Band, Gilson fez sucesso em programas como "Os Donos da Bola" e "Jogo Aberto", ambos na edição carioca. Em 2014, o comunicador trocou a emissora pelo SBT e levou seu talento e conhecimento ao "SBT Esporte Rio".

Nas duas emissoras, Gilsão foi acompanhado pelos mesmos parceiros de trabalho: Gérson, o Canhotinha de Ouro, e José Carlos Araújo, o Garotinho. Juntos, o trio participou de inúmeras transmissões e programas na rádio e na televisão. O conhecimento, as brincadeiras e o entrosamento dos amigos alcançou uma legião de fãs fiéis das suas análises sobre o futebol carioca.

Gilson Ricardo - SBT Esporte Rio
Gilson Ricardo - SBT Esporte Rio

Gilson, Gérson e Garotinho durante o 'SBT Esporte Rio' (Foto: Reprodução/SBT)

+ Mauro Cezar detona atuações no clássico paulista, dispara contra o futebol brasileiro e alfineta jornalistas

MORTE DE GILSON RICARDO

Gilson Ricardo foi vítima de um infarto fulminante na noite desse domingo, dia 22. Aos 74 anos, o comunicador morreu em casa, na Ilha do Governador, bairro carioca, depois de trabalhar na Rádio Tupi e conversar normalmente com colegas de trabalho durante o dia.