Gilson Kleina reconhece atuação abaixo do esperado na primeira final

A Ponte Preta não conseguiu fazer valer o mando de campo na primeira partida pela final do Campeonato Paulista, disputada na tarde deste domingo. Após a derrota por 3 a 0 diante do Corinthians em Campinas, o técnico Gilson Kleina reconheceu a atuação abaixo do esperado.

“Tentamos ser mais agressivos e incisivos no campo do adversário. Mas nossas bolas eram muito brigadas. Até tínhamos o confronto, o duelo, mas não tínhamos o arremate. Quando a bola entrava na linha de fundo, às vezes faltava presença de área. Erramos muitos passes, principalmente a transição, um ponto forte nosso”, analisou.

Na semifinal, diante do poderoso Palmeiras, a Ponte Preta soube como explorar o fato de jogar a primeira partida como mandante e, superior desde o começo, ganhou por 3 a 0. Diante do Corinthians, o time dirigido por Gilson Kleina errou muito e não conseguiu o mesmo sucesso.

“Falhamos na primeira e na segunda bola, algo em que estávamos seguros. Sabíamos que primeira bola do Jô era forte. Acho que foi uma falha de cobertura e a primeira vez que saímos atrás”, afirmou Kleina, sobre o primeiro gol marcado por Rodriguinho.

Ao comentar a performance de Ponte Preta no Majestoso, Artur também citou os vacilos cometidos pelo próprio time diante do Corinthians. “Ficou difícil. Eles jogaram no nosso erro, aproveitaram nossas falhas de marcação e fizeram os gols. Agora é trabalhar essa semana para poder reverter”, declarou o jogador.

O segundo e decisivo encontro entre Ponte Preta e Corinthians está marcado para as 16 horas (de Brasília) do próximo domingo, na arena de Itaquera. Com a vantagem estabelecida em Campinas, o time paulistano garante o título mesmo em caso de derrota por dois gols de diferença.