Gilberto reprova postura do Ceará por briga em final da Copa do Nordeste: 'Tem que aceitar a derrota'

·2 minuto de leitura

Derrotado por 1 a 0 no primeiro jogo da decisão, o Bahia precisava fazer, na tarde deste sábado (8), algo que vinha sendo seu 'calcanhar de Aquiles' nas últimas temporadas: vencer o Ceará. Algoz do Esquadrão nas finais de 2015 e 2020, o Vozão carecia apenas de um empate para comemorar o tricampeonato da Copa do Nordeste, mas não contava com uma atuação heroica dos tricolores em plena Arena Castelão: vitória baiana por 2 a 1 no tempo regulamentar, sagrando-se campeão com 4 a 2 nas penalidades.

Muito criticado pelos torcedores do Bahia por conta do pênalti desperdiçado diante do Independiente (ARG) pela Copa Sul-Americana, o atacante Gilberto foi um dos destaques da decisão e da campanha do título como um todo: anotou um dos gols da partida de hoje e terminou a competição com 8 bolas na rede, artilheiro máximo da edição. Em entrevista concedida após a partida, o camisa 9 comemorou muito o título conquistado e reprovou a atitude dos jogadores rivais, que arrumaram confusão após o encerramento da final:

Gilberto foi o artilheiro da Copa do Nordeste com 8 gols | Felipe Oliveira/Getty Images
Gilberto foi o artilheiro da Copa do Nordeste com 8 gols | Felipe Oliveira/Getty Images

"A Copa do Nordeste está de parabéns, uma festa linda. O ano passado a gente brigou, se cuidou, mas não tivemos êxito. Mas esse ano viemos pra esse último jogo arriscando tudo, sabendo que era a última chance da gente conseguir esse tetra, e a gente conseguiu. O grupo está de parabéns, se doou ao máximo", afirmou.

"A gente viu comentários de repórteres dizendo que o Bahia era freguês. Foi toda uma coisa que deixou a gente engasgado contra o Ceará, mas a gente respeita muito, tenho amigos dentro do Ceará, pessoas que eu gosto muito. Ano passado, quando eles foram campeões, eles fizeram de tudo lá e a gente deixou eles à vontade. Esse ano, só porque a gente comemorou do nosso jeito, aconteceu o que aconteceu", criticou o artilheiro.

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

Acho que o futebol não é isso, primeiro de tudo o futebol não é isso e não deve ser assim. As pessoas têm que aceitar a derrota. Se a gente não tivesse êxito hoje, a gente ia sair e não ia puxar confusão com ninguém, pois o Bahia não puxa confusãoGilberto, em entrevista pós-jogo

A vitória do Bahia sobre o Ceará encerrou uma série invicta alvinegra que já durava 23 jogos na Copa do Nordeste. Tetracampeão, o Esquadrão agora divide o topo do ranking de maiores campeões do torneio com seu arquirrival, o Vitória.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos