Gilberto entra, marca e Bahia vence Chapecoense na Arena Condá

·3 minuto de leitura

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) - Jogando fora de casa, o Bahia bateu a Chapecoense pelo placar de 2 a 0, neste domingo (4), com uma boa atuação de Gilberto, que entrou na segunda etapa.

Os gols do time baiano foram marcados pelo atacante e por Rodriguinho. Foi a primeira vitória do Bahia na Arena Condá.

Com a vitória, o Bahia marcou mais três pontos e chegou aos 14 no campeonato. A equipe baiana ocupa agora a quinta colocação no Brasileiro. Já a Chapecoense segue sem vencer no campeonato, soma quatro pontos e está na zona de rebaixamento, em 19º.

Agora, as duas equipes voltam a entrar em campo no Brasileiro no meio de semana. Na quarta-feira (7), o Bahia joga contra o Juventude em Pituaçu, enquanto a Chapecoense recebe o Corinthians na quinta-feira (8).

O JOGO

A primeira etapa teve um Bahia com muita posse de bola, jogando trocando passes na intermediária e praticamente não dando chances para a Chapecoense chegar com perigo.

Durante boa parte do primeiro tempo, no entanto, a posse de bola da equipe baiana não se refletiu em chances claras de gol. O time de Jair Ventura marcou com uma linha baixa, dando pouquíssimo espaço para o Bahia circular a bola por dentro próximo ao gol de João Paulo.

Mesmo jogando em casa, a Chapecoense teve muita dificuldade para criar chances. As melhores jogadas do time de Jair Ventura saíram apenas nas bolas paradas. Com a bola rolando, o time praticamente não levou perigo.

Na parte final do primeiro tempo, o Bahia passou a levar mais perigo. Jogando com mais velocidade no meio campo e pelos lados, a equipe teve mais intensidade no ataque e melhorou.

Com dificuldade de entrar na área, a equipe tricolor passou a arriscar de fora da área, levando perigo em chutes de Rodriguinho e Daniel. Thonny Anderson e Maycon Douglas também tiveram chances.

A etapa final teve início parecido com o do primeiro tempo. Aos 18 minutos, Gilberto entrou para mudar a história do jogo.

Poucos minutos depois de entrar, Gilberto, ligado, aproveitou bola mal rebatida por Derlan e concluiu para o gol. O chute saiu forte, no canto, sem chance para defesa. Foi o sétimo gol do atacante, artilheiro do campeonato.

No lance seguinte, boa jogada de Nino Paraíba pelo lado direito. O lateral foi até a linha de fundo, cruzou para Gilberto, que não conseguiu alcançar. A bola sobrou para Rodriguinho no meio da área, que fez o segundo e sacramentou a vitória do time baiano.

VAR ENTRA EM AÇÃO

A Chape conseguiu diminuir aos 31 minutos da segunda etapa. O gol poderia mudar a história do jogo, mas o VAR entrou em ação.

Em mais um momento confuso da arbitragem de vídeo no país, a árbitra Edina Alves foi chamada para analisar o gol e acabou marcando impedimento após ver o lance no vídeo e concluir que houve interferência do jogador que estava a frente na cobrança da falta.

CHAPECOENSE

João, Matheus Ribeiro, Felipe Santana, Derlan, Ezequiel, Lima, Anderson Leite, Ravanelli, Fernandinho, Kaio Nunes, Anselmo Ramon. Técnico: Jair Ventura

BAHIA

Matheus Teixeira, Nino Paraíba, Luiz Otáio, Juninho, Matheus Bahia, Jonas, Thaciano, Daniel, Maycon Douglas, Thonny Anderson e Rodriguinho. Técnico: Dado Cavalcante

Onde: Arena Condá, em Chapecó (SC)

Árbitro: Edina Alves Batista (SP)

Auxiliares: Neuza Ines Back (SP) e Leila Naiara Moreira da Cruz (DF)

VAR: Jose Claudio Rocha Filho (SP)

Gols: Gilberto, aos 21' do segundo tempo (0-1); Rodriguinho, aos 23' do segundo tempo (0-2)

Cartões Amarelos: Ezequiel (Chapecoense); Thonny Anderson (Bahia)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos