Equador e Colômbia fazem duelo decisivo para briga por vaga na Copa de 2018

Guayaquil (Equador), 27 mar (EFE).- Equador e Colômbia entrarão em campo nesta terça-feira no Estádio Olímpico Atahulpha, em Quito, sem margem para erros se pretendem se manter na zona de classificação para a Copa do Mundo de 2018, na Rússia.

Os jogadores e técnicos das duas seleções só pensam na vitória no duelo pelas Eliminatórias Sul-Americanas, em especial os equatorianos, já que o empate pode complicar o sonho de disputar mais uma vez o Mundial no próximo ano.

O empate contra o Paraguai, por 2 a 2, na quinta rodada, e a dura derrota para o Brasil, por 3 a 0, dois jogos depois, na estreia do técnico Tite, abalaram a aposta do Equador nos 2.850 metros de altitude de Quito, que recebe a partida de amanhã.

Os comandados de Gustavo Quinteros só estão vivos nas Eliminatórias porque também conquistaram resultados importantes como visitantes. Na estreia, venceram a Argentina, por 2 a 0, em Buenos Aires. Além disso, bateram a Venezuela por 3 a 1 e empataram com a Bolívia em 2 a 2.

O bom desempenho fora de casa é exatamente a aposta da Colômbia para o duelo. Assim como o rival de amanhã, os colombianos também conquistaram sete pontos longe de seus domínios no torneio.

Com 21 pontos e a quarta colocação, o time José Pekerman tem apenas um ponto a mais do que o adversário e quer repetir a vitória no primeiro turno, quando bateu o Equador por 3 a 1.

Se considerado o calendário até o fim das Eliminatórias, o caminho dos colombianos até a Rússia é bem mais fácil do que os equatorianos. Nas próximas rodadas, a Colômbia recebe o Brasil, que pode já estar classificado, depois o Paraguai e visitará os eliminados Venezuela e Peru.

Já o Equador recebe o Peru na próxima rodada, mas ainda enfrenta Brasil fora, a Argentina em casa e o Chile em Santiago.

Para a partida decisiva, Quinteros terá desfalques bastante importantes. O meia Christian Noboa e o atacante Miller Bolaños, do Grêmio, estão suspensos por acúmulo de cartões amarelos recebidos na derrota para o Paraguai, por 2 a 1, na última terça-feira.

A Colômbia não terá Luis Fernando Muriel, que sofreu uma lesão, mas poderá contar com Miguel Ángel Borja e Yerry Mina, ambos do Palmeiras, e com James Rodríguez, autor do gol da vitória sobre a Bolívia, por 1 a 0. Outro jogador conhecido dos brasileiros no time é o lateral Pablo Armero, atualmente no Bahia.

Apesar dos resultados distintos, os dois times deixaram dúvidas nas partidas. Mesmo com o triunfo sobre os bolivianos, a Colômbia deixou a desejar e muitos questionam a efetividade do time de Pekerman.


Prováveis escalações:

Equador: Dreer; Paredes, Mina, Caicedo e Ayoví; Orejuela, Quiñónez (Oyola), Antonio Valencia e Ángel Mena; Enner Valencia e Felipe Caicedo. Técnico: Gustavo Quinteros.

Colômbia: Ospina; Cuadrado, Mina, Zapata e Pablo Armero; Sánchez, Aguilar e Uribe; Torres, Rodríguez e Miguel Ángel Borja. Técnico: José Pekerman.

Árbitro: Néstor Pitana (Argentina), auxiliado pelos compatriotas Hernán Maidana e Juan Pablo Belatti.

Estádio: Olímpico Atahulpa", em Quito (Equador). EFE