'GGG' bate Jacobs e mantém invencibilidade em duelo mais difícil da carreira

'GGG' bate Jacobs e mantém invencibilidade em duelo mais difícil da carreira

Amplo favorito para o duelo deste sábado (18), Gennady Gennadyevich Golovkin cumpriu sua meta e manteve seus quatro cinturões mundias dos pesos-médios (73 kg) ao bater o também campeão mundial Daniel Jacobs. No entanto, para a surpresa do público que compareceu ao ginásio Madison Square Garden em Nova York (EUA), a disputa foi a mais difícil da carreira do atleta do Cazaquistão, que chegou a ouvir reclamações de parte da torcida que contestava o resultado oficial após o fim da luta.

Melhor no início, ‘GGG’ lançou sua pressão de costume e alternou golpes em linha com potentes cruzados, o que rapidamente furou a defesa do americano, que balançou no segundo e quarto round chegando a levar um knockdown. Mas foi a partir da quinta etapa que o equilíbrio tomou conta da disputa e a pujança física já não pendia para o invicto lutador.

Talvez por isso Jacobs passou a conectar bons contragolpes na saída do movimento do adversário, o que tornou difícil pontuar cada uma das etapas a seguir e tirou o sério o córner de GGG. Repetidas vezes, eles pediram para que o veterano de 34 anos fizesse uma luta mais inteligente e defensiva. O que não adiantou.

Dono até então de um cartel de 36 vitórias, sendo 33 por nocaute, e nenhuma derrota, o boxeador do Cazaquistão lutou 12 rounds pela primeira vez na vida, o que possivelmente exigiu mais de seu psicológico do que do preparo físico. E demonstrando excesso de vontade para acabar com a disputa, ele deu brechas para que os três últimos rounds fossem francos e abertos, deixando a indigesta tarefa de pontuar a luta ainda mais importante.

Mas mesmo com os contratempos, GGG abriu a vantagem necessária para vencer, reafirmou o desejo de enfrentar Saul Canelo e abriu as portas para uma revanche com Jacobs.

“Claro, estou pronto. Estou faminto, quero essa luta [com Canelo]. Estou animado, estou como um animal por essa luta. […] Claro, isso é boxe e respeito o Jacobs. Dou uma chance por revanche, claro que estou pronto”, narrou ainda no ringue.