Gestão do Fortaleza alcança superávit histórico no futebol cearense

Clube vive período de ouro nos últimos anos (Leonardo Moreira/Fortaleza EC)


Para dar sustentação ao momento esportivo histórico que vive o Fortaleza nos últimos anos, a gestão que tem como principal figura o Presidente Marcelo Paz vem conseguindo não apenas aumentar as receitas do Leão, mas também manter o equilíbrio financeiro mesmo diante de todas as dificuldades recentes.

>'Não venceu o BBB, mas ganhou meu coração', diz Letícia Bufoni para PA

E uma prova do sucesso do atual conjunto de medidas ficou evidenciada na aprovação das contas referentes ao ano de 2021 por parte do Conselho Deliberativo do clube, algo que ocorreu na última terça-feira (26), em documentos onde constam um resultado de caráter histórico.

Ao ter como gastos totais R$ 139.997.355,03 e uma receita de caráter líquido no valor de R$ 156.648.182,65, o clube do Pici terminou o ano passado tendo um superávit de exatos R$ 15.300.604,64, o maior em toda a história tanto do Leão como do futebol cearense de maneira geral.

A manutenção em partidas de grande visibilidade bem como a volta consolidada do público aos estádios também trouxeram uma notória evolução de receita em relação a 2020. Isso porque, enquanto a arrecadação de dois anos atrás havia sido de R$ 83 milhões, os mais de R$ 156 milhões obtidos no ano passado representaram um aumento de mais de 100%.

Em meio as boas notícias nos cofres e a recente conquista do tetracampeonato estadual, o Fortaleza busca a recuperação na Libertadores onde perdeu os dois primeiros jogos (Colo-Colo e River Plate) e recebe nesta quarta-feira (27) o Alianza Lima-PER. O confronto na Arena Castelão está marcado para às 19h (de Brasília).

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos