Gerson classifica como 'vergonhosa' derrota do Flu: 'Volta Redonda tocava como a Seleção de 70'


O ex-jogador Gerson detonou a postura defensiva do Fluminense na partida deste domingo, pelo Cariocão, contra o Volta Redonda. Em um vídeo para seu canal "Canhotinha 70", ele analisou diversos erros que, segundo o ex-atleta, se somaram ao inseguro, porém "clássico" time adversário.

De acordo com Gerson, campeão de 1970 com a Seleção na Copa do Mundo, o Voltaço tocava como o time de Gerson, Pelé e companhia.

- Melhor "ficar a ver navios" do que ver esse time do Fluminense. Isso é uma pouca vergonha. Passou três meses parado... Não sei se treinou, parece que não. Deve ter juntado a galera toda, que nem pelada. "Aí, galera, está na hora". Central? Fica aqui! Lateral? Aqui na ponta. Parece que foi assim. Para apresentar o que apresentaram, é brincadeira. Não tem absolutamente nada - disse ele, que seguiu:

- Pra jogar de três zagueiros, precisa treinar. Se está acostumado com quatro zagueiro, tudo bem. Vai pro jogo sabendo que o Volta Redonda é um time bem armado, sem pressa, com uns quatro bons jogadores. (...) O Volta Redonda estava tocando bola como se fosse a Seleção de 1970, tocando bola pra lá e pra cá. Como falava antigamente, batia na bola com nojo. E o Fluminense olhando. Não é possível que não tenham visto que estava errado - comentou ele em seu canal, que ainda ressaltou a insegurança inicial da equipe.

Ele ainda avaliou negativamente o centro do esquema de Odair Hellmann e detonou a falta de recuperação defensiva contra o Volta Redonda. Para ele, quatro atletas do Voltaço que atacassem já deixavam vendida a defesa tricolor. "Não tem cobertura, está na frente".

Ídolo do Fluminense ainda viu um "frango" na falha do goleiro Agenor em um dos gols. Além disso, ele classificou como uma vergonha. Vale lembrar que o Tricolor contou com cerca de uma semana de treinamentos antes retornar aos gramados do Nilton Santos. O time adversário, que Gerson afirmou estar mais completo fisicamente, teve dois dias extras de treino.










Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Leia também