Gerente da base do Vasco analisa futuro do clube: 'Fábrica de talentos'


A base do Vasco, motivo de tanto orgulho para a torcida, vai continuar produzindo jogadores. Seja para o elenco profissional, que hoje tem 27 atletas formados em São Januário, seja para venda e alívio no caixa do clube. Quem garante é o gerente de futebol de base do Cruz-Maltino, Carlos Brazil.

- Os meninos (da captação) estão constantemente acompanhando jogos no estado do Rio, fora da capital, e no Brasil inteiro. Mas a maior captação pode ser no estado do Rio, de atletas com até 11 anos, temos que qualificar isso. Hoje a captação já é extremamente qualificada. Já trazemos excelentes meninos para a base. O sub-20 está em reconstrução, muitos subiram. À medida que o elenco vai se formando lá em cima (no profissional), essa necessidade diminui aqui embaixo e você tem mais tempo de maturar os meninos um pouco mais para que eles deem retorno técnico e financeiro no profissional - explicou durante entrevista para a Vasco TV, nesta quinta-feira. E ele completou:

- Então o sub-20 é um bom time, que estava sendo reconstruído antes da pandemia de COVID-19. Do sub-17 para baixo, não tenho dúvida de que temos um dos melhores elencos do Brasil. Se vai ganhar ou vai perder é outra história porque do outro lado tem trabalho e qualidade também. Mas sabemos que vai disputar. O que posso dizer de notícia boa é que é uma fábrica de talentos do sub-17 para baixo. O Vasco vai ter uma produção de jogadores absurda porque é muita qualidade que a gente vê lá. Isso graças a uns meninos que já estavam e foram lapidados à captação que já existia e que vem sendo feita - concluiu.

Brazil está no Vasco há cerca de dois anos e meio. No período, o Vasco vem buscando investir mais nas categorias de base.






Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Leia também