Geração Shakhtar! Seleção olímpica tem base em time ucraniano, e tendência é que, em breve, mais um seja chamado

Fabio Utz
·2 minuto de leitura

No meio da semana, o Shakhtar Donetsk surpreendeu o mundo ao aplicar 3 a 2 no Real Madrid, em pleno Alfredo di Stéfano, na estreia da Champions League. Pois o clube ucraniano se orgulha de ter sua base formada por atletas brasileiros - eram seis em campo e dois no banco -, e isso se reflete também na seleção olímpica.

Dodô, lateral do Shakhtar, está mais uma vez na seleção olímpica | Quality Sport Images/Getty Images
Dodô, lateral do Shakhtar, está mais uma vez na seleção olímpica | Quality Sport Images/Getty Images

Dos convocados pelo técnico André Jardine para amistosos em novembro, na Arábia Saudita, três atuam na equipe: o lateral-direito Dodô, revelado pelo Coritiba, e os meio-campistas Maycon, ex-Corinthians, e Marcos Antônio "Bahia", que iniciou carreira no Athletico-PR. Os dois primeiros estiveram no Pré-Olímpico, realizado no início do ano. Já o terceiro, uma novidade na lista, não era convocado desde o Sul-Americano de 2019. "Ele (Bahia( está em momento fantástico. Cada jogo cresce mais. Está em nível altíssimo e a seleção vinha acompanhando a evolução dele", disse José Boto, diretor de scout do clube, ao GE.Globo.

Tetê tende a ser o próximo convocado por André Jardine | DeFodi Images/Getty Images
Tetê tende a ser o próximo convocado por André Jardine | DeFodi Images/Getty Images

No entanto, muito em breve é possível que seja necessário achar lugar para mais uma peça. "Acho que falta um. Para mim, falta o Tetê. Mais cedo ou mais tarde vai chegar a hora dele", acrescentou Boto. Jardine, pelo jeito, concorda. "Já tem histórico de seleção e continua no radar. Se continuar assim a gente vai ter que encontrar espaço para ele. Mas é como o Tite falou, a competitividade é bastante grande", destacou. Tetê fez sua base no Grêmio, mas foi vendido antes de sequer estrear pelo profissional. E, assim, a "geração Shakhtar" vai ganhando cada vez mais destaque, relevância e prestígio.

Quer saber como se prevenir do coronavírus? #FiqueEmCasa e clique ​aqui.