Geração dos sonhos! Fluminense vence o Athletico-PR e conquista o Campeonato Brasileiro sub-17

LANCE!
·3 minuto de leitura


O Fluminense venceu o Athletico-PR, na Arena da Baixada, por 2 a 1, nesta segunda, e conquistou o título inédito do Campeonato Brasileiro sub-17. Matheus Martins e Kayky marcaram os gols da vitória, enquanto Renan diminuiu para o Furacão. Essa nova safra da base Tricolor promete render bons frutos no futuro e é considerada por muitos no clube como a "Geração dos sonhos"

+Confira e simule a classificação do Campeonato Brasileiro

Início avassalador do Tricolor

Apesar de ter vencido o primeiro jogo da decisão por 2 a 1, o Fluminense apostou em manter o seu estilo de jogo, com uma marcação alta, não deixando o adversário respirar e jogar com facilidade. Dessa forma, a equipe dirigida por Guilherme Torres sufocou os paranaenses e abriram o placar logo aos 4 minutos.

A Piazada do Caju tentava realizar uma transição ofensiva, quando o menino Arthur, de apenas 15 anos, recuperou a bola e deu um passe açucarado para Matheus Martins. O camisa 10 entrou na área e bateu forte por baixa do goleiro Mycael, que nada pode fazer.

Artilheiro amplia a vantagem
Cinco minutos depois de abrir o placar, o Fluminense voltou a pressionar o Athletico na saída de bola e conseguiu fazer o segundo. Matheus Martins recebeu de João Neto pela esquerda, avançou em velocidade e cruza com categoria para o artilheiro Kayky só ter o trabalho de empurrar para o fundo das redes.

Furacão diminui
Em desvantagem no placar agregado, a equipe paranaense partiu para cima do Tricolor na busca por diminuir o placar. Depois de um cruzamento pela esquerda do atacante Emersonn, o arqueiro Cayo Felipe falha e por pouco Marcos Vinícius não marca. No lance seguinte, Jader matou no peito com categoria e rolou para o atacante Renan bater forte no canto do goleiro tricolor e diminuir para o Furacão

Travessão salva o Flu
Na etapa final, os paranaenses foram com tudo para o ataque, com mais posse de bola e apostando nas jogadas aéreas. Na melhor oportunidade, o atacante Renan deu um bonito toque de calcanhar para Juninho, que bateu colocado e a bola explodiu no travessão da meta tricolor. Em seguida, mais um lance perigoso após cobrança de escanteio. A bola ficou viva na área, mas Cayo Felipe afastou.

Pressão no fim, mas por pouco o Flu não faz o terceiro
O final da partida foi marcado pela pressão do Athletico em busca do resultado. A equipe necessitava virar o jogo, mas abusava de bolas alçadas na área. Por outro lado, o Fluminense teve a chance de sacramentar o título, mas não conseguiu converter em gol. Abner disparou pela direita e tocou para joão Neto bate para o gol e a bola passar rente à trave.

Confusão entre os jogadores e seis expulsões
Depois de uma falta sofrida, Ataíde e João Neto se estranham e começa uma pancadaria na Arena da Baixada, com direito à voadora e agressão física. Os técnicos tentaram intervir para controlar os ânimos dos jovens atletas. Com essa confusão desnecessária, o árbitro expulsou seis jogadores, três de cada lado. O Athletico teve tempo para colocar uma bola na trave com Jader, mas não conseguiu reagir e o Fluminense se sagrou campeão brasileiro sub-17.

FICHA TÉCNICA
ATHLETICO-PR 1 x 2 FLUMINENSE

Data/Hora: 21/12/2020, às 15h
Local: Arena da Baixada, Curitiba (PR)
Árbitro: Leonardo Sígari Zanon (PR)
Assistentes: Joao Fabio Machado Brischiliari (PR) e Wagner Junior Bonfim Ledo (PR)
Renda/Público: Portões fechados

Cartões amarelos: Jader, Renan e Dourado (ATH) / Justen, Metinho, Abner e Matheus Martins (FLU)
Cartão vermelho: Ataíde, Renan e Vitor do Carmo (ATH) / Metinho, João Neto, Alexander (FLU)

Gols: Matheus Martins (4'/1ºT) - (0-1), Kayky (9'/1ºT) - (0-2) / Renan (33'/1T) - (1-2)

ATHLETICO-PR (Técnico: Fernando Seabra)

Mycael, Ataíde, Dourado (Lucca Prior 28'/2ºT), João Pedro, Vinícius Kauê; Marcos Vinícius (Carlos Eduardo - intervalo), Juninho (Tallison 38'/2ºT), Victor do Carmo, Jaider; Emersonn (Léo 38'/2ºT) e Renan Viana.

FLUMINENSE (Técnico: Guilherme Torres)
Cayo Felipe; Justen, Davi Schuindt, Joilson, Jefté; Alexander, Metinho, Arthur (Rafael 28'/2ºT); Matheus Martins (Thiago 40'/2ºT), Kayky (Abner 11'/2ºT) e João Neto.