Gaviões da Fiel rebate diretor do Corinthians sobre uso de sinalizadores nos estádios

Jogo do Timão foi paralisado porque sinalizadores estavam acesos (Foto: Fábio Lázaro/LANCE!)


Maior torcida organizada do Corinthians, a Gaviões da Fiel emitiu nota nesta terça-feira (17) para responder Herói Vicente, diretor jurídico do clube. Ele condenou o uso de sinalizadores nos estádios, e a 'TO' repudiou as falas do cartola. No último domingo, na estreia da equipe no Paulistão, contra o Red Bull Bragantino, o jogo foi paralisado após os artefatos serem acendidos na arquibancada.

Segundo a Gaviões, o diretor não atua pelos direitos dos torcedores. A organizada ainda reitera suas manifestações contra o preço dos ingressos dos jogos do Timão.


> Saiba quais são hoje os 30 elencos mais valiosos do futebol brasileiro

- É de se esperar que um clube, cujo emblema "o Corinthians é o time do povo e é o povo que vai fazer o time" tenha diretores que atuem pelos direitos da sua torcida, do seu maior patrimônio.
Mas não é o caso do diretor jurídico do clube - diz a nota no início.

- Desde o Paulistão de 2022, as torcidas organizadas do Corinthians vêm demonstrando sua discordância com os preços abusivos praticados pelos clubes mandantes país a fora. Neste ano, R$ 100 no domingo, em Bragança, e R$ 120 em Limeira, no próximo sábado. Ao final da TERCEIRA rodada do Paulistão, o torcedor corinthiano terá gastado R$ 220 em ingressos como visitante. É quase 20% do salário-mínimo - complementa a Gaviões.

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.


Herói Vicente respondeu a nota em suas redes sociais e afirma que suas falas foram distorcidas. Ele ainda admite que o preço dos ingressos está caro, mas garante que a diretoria tenta resolver o problema.

+ Confira as movimentações do Corinthians no Mercado da Bola

- Critico o uso de sinalizadores durante o protesto! E é só isso. Leiam o art. 13º VII do Estatuto do Torcedor. Tentar distorcer as minhas palavras não mudará a verdade nem acrescerá palavras no que já escrevi. O ingresso tá caro mesmo e estamos tentando resolver, faz tempo - escreveu.


Confira a íntegra da nota da Gaviões da Fiel:

Os Gaviões da Fiel vêm a público repudiar as falas do diretor jurídico do Corinthians, Herói Vicente. O diretor revelou todo o seu despreparo ao criticar e ironizar as manifestações que aconteceram no jogo deste domingo, em Bragança.

É de se esperar que um clube, cujo emblema “o Corinthians é o time do povo e é o povo que vai fazer o time”, tenha diretores que atuem pelos direitos da sua torcida, do seu maior patrimônio. Mas não é o caso do diretor jurídico do clube.

Desde o Paulistão de 2022, as torcidas organizadas do Corinthians vêm demonstrando sua discordância com os preços abusivos praticados pelos clubes mandantes país a fora. Neste ano, R$ 100 no domingo, em Bragança, e R$ 120 em Limeira, no próximo sábado.

Ao final da TERCEIRA rodada do Paulistão, o torcedor corinthiano terá gastado R$ 220 em ingressos como visitante. É quase 20% do salário-mínimo. Isso seria motivo suficiente para um diretor jurídico com pretensões políticas dentro do clube vir a público demonstrar total apoio a causa.

Mas não. Herói Vicente se utiliza de aspas para ironizar a manifestação legítima que fizemos e que faremos. Mais que isso, ainda taxa as organizadas como irresponsáveis e inconsequentes. A omissão deveria ser motivo suficiente para um pedido público de desculpas e a ironia e o deboche, motivo para o afastamento do diretor de suas funções.

Veja o que disse Herói Vicente originalmente:

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.