Gauff chora de "frustração" após ser eliminada na Austrália por Ostapenko

A jovem americana Coco Gauff chorou de "frustração" na coletiva de imprensa após sua eliminação neste domingo nas oitavas de final do Aberto da Austrália ao perder para a letã Jelena Ostapenko.

Enquanto a número 7 do mundo, de 18 anos, jogou um bom tênis no Melbourne Park, a tenista letã mais experiente se mostrou especialmente inspirada e agressiva para avançar às quartas de final com parciais de 7-5 e 6-3.

"Eu tentei o que pude. Como eu disse, provavelmente há algo que poderia ter melhorado, mas ela jogou bem. Realmente nada pode ser feito. Estou desapontada, obviamente, mas sinto que fiz tudo o que pude", disse Gauff, que ainda não havia perdido um set em Melbourne.

"Eu trabalhei muito duro e me sentia muito bem vindo ao torneio, e ainda me sinto bem", disse ela.

"Portanto, é um pouco frustrante nesse ponto", acrescentou ela, pouco antes de sua voz falhar e ela ter que procurar um lenço de papel para enxugar as lágrimas.

A norte-americana, ainda em busca do seu primeiro título de Grand Slam, quer agora focar nas duplas com a compatriota e amiga Jessica Pegula (N. 3), para quem também vai torcer no torneio de simples.

Pegula, número 3 do mundo e principal cabeça-de-chave que resiste em Melbourne, não falhou contra a tcheca Barbora Krejcikova (N. 23) e conseguiu se classificar para as quartas de final ao vencer por 7-5 e 6-2.

"Estou ansiosa para jogar as duplas. Acho que me dá uma oportunidade de ficar aqui e curtir competir (...) Acho que vai me ajudar, também, poder jogar com essa frustração", disse Gauff.

dbh/zm/aam