Gatito vê Botafogo forte na Libertadores e mira liderança

A campanha do Botafogo na Copa Libertadores da América tem sido surpreendente. Desacreditado, o clube superou a desconfiança e passou pela fase preliminar deixando para trás os tradicionais Colo-Colo, do Chile, e Olimpia, do Paraguai. Na fase de grupos, o Alvinegro divide a liderança da chave com o Barcelona de Guayaquil, do Equador, com duas vitórias em dois jogos sobre Estudiantes, da Argentina, e Atlético Nacional, da Colômbia, atual campeão continental. Para o goleiro Gatito Fernández, o clube está jogando a competição com consciência.

“O time está sabendo jogar a Copa Libertadores. A primeira fase nos ajudou bastante a entender como se joga, deu mais experiência e confiança para todos nós, além da confiança com a vitória contra o Atlético Nacional. Nos demos conta que podemos sempre tirar o resultado, respeitando os rivais, mas sabemos que se fizermos o trabalho certo nós podemos conseguir uma vitória ou ponto fora de casa. Realmente o time está sabendo jogar essa competição e tomara Deus que seja assim até o final”, avaliou.

O Botafogo volta a campo pela Libertadores nesta quinta-feira, às 21h45 (de Brasília), para enfrentar o Barcelona de Guayaquil, no Equador. O jogo será um tira-teima entre as duas melhores equipes do Grupo 1 e pode fazer com que uma delas dispare na ponta da chave. Ciente da importância do jogo, Gatito Fernández prega inteligência para que o Glorioso saia de campo com o resultado positivo.

“É um jogo importante contra o Barcelona de Guayaquil. Temos o mesmo número de pontos e queremos uma vitória para liderarmos o grupo. Sabemos que uma vitória aqui praticamente nos classifica para as oitavas, além de nos deixar mais tranquilos para jogarmos em casa, jogando a pressão para os outros times que terão de procurar os pontos para classificarem. Vamos buscar fazer um jogo inteligente na quinta-feira, aproveitando os nossos momentos na partida para conseguirmos a vitória ou pelo menos um ponto”, declarou.

Cada vez mais adaptado ao Botafogo, Gatito celebra o resgate do bom futebol dos tempos de Vitória e Figueirense, que despertaram o interesse do time carioca. O goleiro paraguaio destacou a receptividade que teve do Alvinegro como fator primordial para a rápida ambientação no clube.

“Sabia que aos poucos recuperaria meu nível que tive no Vitória e no Figueirense. Sabia da minha capacidade, era só uma questão de me ambientar ao clube e aos meus novos companheiros. Aos poucos vou retomando meu nível e quero mantê-lo sempre. É um pouco de tudo, do acolhimento de todos no clube, que me receberam muito bem e me integraram na família Botafogo. Vou me soltando dentro e fora de campo e vou fazer o que puder para ajudar”, acrescentou.