Gastelum promete 'luta inteligente' e sonha nocautear Belfort em Fortaleza

Luis Fernando Coutinho

Kelvin Gastelum chegou com tudo em Fortaleza. Sob o comando de uma equipe formada por tupiniquins, dias antes do UFC Fight Night que acontece neste sábado, o americano já se sente em casa. Além de manter uma relação amigável com a torcida da casa, algo raro entre atletas estrangeiros, ele esbanja confiança para repetir no octógono os feitos do próprio rival.





Em conversa com o LANCE!, Gastelum garantiu que não premeditou ações como cantar Wesley Safadão e dançar nos treinos abertos para conquistar o carinho do público. Ele diz ter agido naturalmente.

- Minha ideia não era conquistar o público, estou apenas fazendo o que faço. Gosto de música sertaneja, mas é bom porque gostamos disso, desse carinho. Meu time é de brasileiros, estou treinando com Rafael (Cordeiro, treinador), (Fabricio) Werdum, e muitos brasileiros lá. Estou feliz em estar representando meu time e feliz de lutar no brasil - explicou o americano, durante o Media Day do evento.

Gastelum ainda respondeu a expectativa de Belfort, que disse esperar que o americano vá buscar a luta de chão, evitando a trocação. Ele não negou, sinalizou fazer uma "luta inteligente", mas disse sonhar com um nocaute como desfecho do show.

- Talvez (busque a luta no chão). Quero nocautear, gosto de boxear, muay thai, mas vou fazer uma luta inteligente, não vou jogar o jogo dele, temos que ser inteligentes. A melhor forma de vencer o Vitor seria conseguir fazer o que ele faz, que é nocautear as pessoas - concluiu.






E MAIS: