Ganso merece nova chance e Santos precisa de um meia: por que não unir o útil ao agradável?

·2 minuto de leitura

Na temporada de possíveis retornos aos respectivos lares, um capítulo parece ser escrito no Brasil: volta de Paulo Henrique Ganso ao Santos. Formado na base do clube, o meio-campista e Neymar eram dois dos jogadores mais promissores do Brasil em meados de 2010. Embora tenha conquistado marcos históricos no Alvinegro Praiano, incluindo goleadas, Libertadores, três títulos Paulistas, entre outros, os anos na Vila Belmiro também tiveram declarações polêmicas de sobra e até protesto da torcida.

Ganso e Neymar formavam uma das duplas mais promissoras em meados de 2010 | AFP/Getty Images
Ganso e Neymar formavam uma das duplas mais promissoras em meados de 2010 | AFP/Getty Images

A saída rumo ao rival São Paulo, por exemplo, causou revolta generalizada e chuva de moedas atiradas pelos torcedores. Impactante e turbulenta ao mesmo tempo, uma provável volta do meia não será unanimidade. Ao atleta, no entanto, pode ser uma última grande chance de protagonismo no futebol nacional. Aos 31 anos, Ganso sofreu com muitos problemas físicos na carreira e algumas escolhas equivocadas.

As temporadas na Europa, divididas entre Sevilla e Amiens, não saíram como planejado. A queda de rendimento físico e técnico levou aquele promissor nome brasileiro ao banco de reservas. Quando a volta do meia foi anunciada pelo Fluminense, parecia o momento perfeito para uma espécie de 'renascimento'. Também não aconteceu. É um verdadeiro evento quando Ganso aparece dentro das quatro linhas. Ser relacionado entre os titulares em jogo importante, então, é uma lembrança distante na memória do jogador. Agora, com a chegada de Cazares, ele definitivamente não está entre as opções de Roger Machado.

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

Ganso pode não ser o reforço dos sonhos de muitos torcedores santistas. No entanto, o meia merece mais uma chance de fazer bonito na carreira. Visivelmente mais maduro, falas polêmicas dificilmente serão proferidas pelo atleta, afinal, ele já não tem mais tantas opções assim. Diante de um ano que não deve ser fácil aos comandados de Fernando Diniz, o retorno do antigo ídolo pode render bons frutos na Vila Belmiro.

Quer saber como se prevenir do coronavírus? #FiqueEmCasa e clique aqui.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos