Ganhando confiança, Vasco valoriza final da Taça Rio contra o Botafogo

Cruz-Maltino encara o atual campeão nacional, às 16h, no Allianz Parque, em seu
primeiro jogo na competição. Nenê crê que é uma boa chance de o time mostrar sua força

A final da Taça Rio entre Vasco e Botafogo, neste domingo, não muda em nada as semifinais do Carioca, que já estão decididas desde o fim do segundo turno. Por isso, muito se fala que a decisão não é importante. No entanto, o discurso no Cruz-Maltino é de valorizar a partida. Apesar de o título não ter um efeito prático para o campeonato, tem um peso para o Vasco por alguns motivos.

O principal deles é a retomada da confiança da equipe. Depois de um início de temporada ruim, com eliminações na Taça Guanabara e Copa do Brasil, o time vem crescendo de produção com a chegada do técnico Milton Mendes. Segundo o atacante Muriqui, o título da Taça Rio daria uma motivação a mais para o grupo na disputa da semifinal do Estadual, contra o Fluminense.

- Acho que vencendo a Taça Rio, dá uma moral para a semifinal do Carioca. Entre aspas, não vale nada essa Taça Rio. Mas para a gente tem um valor muito grande pela retomada da confiança. Temos um Campeonato Brasileiro que começa em pouco mais de um mês, só com jogos grandes, e não conseguimos vencer uma equipe da Série A ainda esse ano. Então, é importante a gente vencer, ser campeão, para retomar a confiança – disse o atacante ao ‘SporTV’.

Outro fator importante da final é manter o time com ritmo de jogo. Enquanto os rivais estão disputando outras competições, o Cruz-Maltino tem só o Estadual no momento. Por isso, é um bom compromisso para manter a equipe em atividade até as finais do Campeonato Carioca. Milton Mendes pode ainda aproveitar para dar ritmo de jogo para alguns atletas que estão voltando de lesão.

Além disso, é um bom teste para a reta final da competição. Com a semana inteira de treinos, o comandante vascaíno poderá testar suas ideias contra um rival direito pelo título carioca.

Na decisão, dois jejuns ainda podem ser quebrados: um da equipe e outro de Luis Fabiano. Vale lembrar que o Vasco ainda não venceu nenhum clássico este ano e essa é mais uma chance. O duelo também é um prato cheio para o Fabuloso enfim desencantar com a camisa cruz-maltina.









E MAIS: