Gana e Uruguai são os adversários mais prováveis do Brasil nas oitavas da Copa

Com a vitória de Portugal sobre o Uruguai (2 a 0) e o encerramento da segunda rodada da fase de grupos do Mundial do Catar, o cenário para o Brasil no mata-mata começa a se definir. Dois velhos conhecidos da seleção aparecem como os adversários mais prováveis nas oitavas de final: Gana e Uruguai. É o que aponta a ferramenta Bola de Cristal da Copa do Mundo, do O GLOBO.

Tabela da Copa do Catar 2022: Acompanhe os resultados de todos os jogos e a classificação

Grupo a grupo: Veja classificados, eliminados e o que cada seleção precisa para ir às oitavas

Segundo a ferramenta, os dois possuem chances muito próximas de estar no caminho dos brasileiros na próxima fase. Os africanos registram 37,92%. Já os uruguaios, 36,03%. A Coreia do Sul, terceira colocada do grupo neste momento, tem apenas 15,48% de possibilidade de enfrentar o Brasil.

Portugal, líder da chave com seis pontos, é o adversário menos provável: 10,57%. Isso porque a maior probabilidade é de que tanto a equipe de Cristiano Ronaldo quanto a de Neymar terminem na liderança de seus grupos. Com isso, evitam o enfrentamento.

Tocou ou não tocou? 'Raspada' de Cristiano Ronaldo divide a internet; Fifa dá gol para Bruno Fernandes

'Meu foco agora é Copa do Mundo': Richarlison 'dispensa' Anitta

A tendência é que o adversário do Brasil seja definido em confronto direto. Gana, com três pontos, e Uruguai, com um, se enfrentam na próxima sexta-feira. Quem vencer deve terminar com a segunda vaga do Grupo H. O empate é dos africanos. A Coreia do Sul, também com um ponto, precisa vencer o líder Portugal e torcer contra Gana.

Brasil e Gana já se enfrentaram nas oitavas de final da Copa de 2006, na Alemanha. Na ocasião, vitória brasileira por 3 a 0, gols de Ronaldo, Adriano e Zé Roberto. Já os portugueses estiveram no caminho da Amarelinha em duas ocasiões, mas nunca em jogo de mata-mata. No confronto mais recente, em 2010, empate sem gols. O mais lembrado ocorreu em 1966, na Inglaterra. Os europeus venceram por 3 a 1 e decretaram o fim do sonho do tricampeonato para Pelé, Garrincha & Cia.