Go for Gaming: Projeto beneficente pretende combater o preconceito no mercado de videogames e esportes eletrônicos

Amanda Santos
Game Hall
Go for Gaming. Foto: Divulgação
Go for Gaming. Foto: Divulgação

Já imaginou como seria o cenário dos jogos eletrônicos sem preconceito?Já pensou como seria viver sem nenhum tipo de preconceito dentro e fora do mundo dos jogos eletrônicos? Para o Go for Gaming isso está mais próximo da realidade. O projeto beneficente está pronto para unir profissionais da indústria de games, como jogadores de eSport, celebridades e toda a comunidade gamer em torno de uma causa comum: defender, conscientizar e reconhecer o cenário, provando que videogame pode sim, ser coisa de gente grande.

O Go For Gaming é uma campanha que pretende eliminar/diminuir alguns estereótipos negativos voltados à indústria de jogos e àqueles que fazem parte do cenário. A iniciativa é resultado da parceria entre eBrainz, Fishfire e ESL Brasil e a proposta é lutar contra/evitar preconceitos e mostrar que o estereótipo de atividade de criança, de uma indústria somente masculina e de que não há um ambiente profissional para isso são coisas do passado.

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Além disso, o projeto irá beneficiar crianças e jovens da Liga Solidária  por meio de uma campanha de arrecadação no Kickante, site de financiamento coletivo. A Liga Solidária é uma  Organização da Sociedade Civil (OSC) sem fins lucrativos, existe desde 1923 e ajuda crianças, jovens, adultos e idosos por meio de programas sociais envolvendo educação e cidadania. Todo valor arrecadado pela campanha será direcionado às iniciativas e programas educacionais da instituição.

O Go for Gaming é apoiada por personalidades do mundo dos games e esports. Para marcar o início da campanha, personalidades dos games como Coldzera, Queen B e Patife que estrelam o vídeo de apresentação com o manifesto do Go for Gaming:

Além de representante oficial do Go for Gaming e um dos melhores jogadores de Counter Strike do mundo, Marcelo “Coldzera” David também contribuiu com a campanha com o valor de R$ 25 mil. Em visita à Liga Solidária, ele revela a importância em acreditar e apoiar os sonhos daqueles que buscam construir um futuro melhor, seja dentro ou fora dos games, “estar ali foi um dos melhores dias da minha vida”, revela o pro player.


Ainda no time de influenciadores que apoiam a causa, o apresentador e narrador William “gORDOx” conta sobre a força do incentivo que a campanha faz a todos os jogadores, “temos que nos juntar para levantar a nossa bandeira e mostrar que não estamos de brincadeira e que viemos para ficar”, conta.

Até o dia 22 de dezembro será possível fazer doações para a campanha, que fará ações conjuntas de criação de conteúdo, participações de influenciadores do meio gamer e atividades sociais com as instituições assistidas. As doações podem ser feitas pelo site oficial do Go For Gaming, de qualquer lugar do mundo. Todos que ajudarem a causa terão o reconhecimento de seus ídolos, podendo ter o nome divulgado nos créditos de transmissão do evento de encerramento, ser convidado para participar de grupos de WhatsApp exclusivos ou ainda nomear um dos troféus do evento final da campanha.

Ao fim do período de arrecadação, e com patrocínio da SKY, o Go for Gaming fará um evento comemorativo em 22 de dezembro, também em São Paulo, que promete reunir influenciadores gamers, celebridades, times de eSports e contará com atividades relacionadas a jogos de Battle Royale e FPS. A cerimônia será aberta ao público por meio de venda de ingressos. Saiba mais sobre o projeto em seu site oficial.

Leia também