Galvão Bueno não irá narrar abertura da Copa do Mundo

Apesar de ter alta e voltar para casa, Galvão Bueno ainda aguarda um teste negativo de Covid para ir ao Catar.
Apesar de ter alta e voltar para casa, Galvão Bueno ainda aguarda um teste negativo de Covid para ir ao Catar. Foto: (Reprodução/Instagram)

Já recuperado da Covid-19 que o acometeu nos últimos dias, o narrador Galvão Bueno, da Rede Globo, não estará presente na transmissão de abertura da Copa do Mundo do Catar, que será realizada entre os dias 20 de novembro e 18 de dezembro deste ano. Isso porque, apesar de ter recebido alta do hospital em que estava internado, o narrador ainda aguarda um teste negativo para Coronavírus, o que é necessário para que ele possa deixar o Brasil e viajar ao país que será sede do Mundial. A estreia de Galvão será junto com a Seleção Brasileira, no dia 24, contra a Sérvia.

Em um vídeo publicado em seu perfil oficial no Instagram, Galvão Bueno fez questão de tranquilizar os seus fãs e pediu que tenham cuidado com o vírus, que voltou a circular com força no Brasil: "Estou aqui para passar um recadinho. Na verdade, dois. Primeiro: tome muito cuidado. A Covid voltou forte, forte mesmo. Então tome cuidado. Mas estou aqui para dizer que já estou inteiramente recuperado. Já estou com alta médica. Já vou agora para casa. É só questão de dar o (teste) negativo, pegar o avião, ir para o Catar. O Catar é logo ali. Tamo junto na Copa. Dia 24, quatro da tarde, Brasil e Sérvia. Estamos juntos pelo hexa".

Leia também:

Galvão Bueno e Globo voltam atrás e renovam contrato

Galvão Bueno e a TV Globo não irão encerrar o seu vínculo, que já dura mais de 40 anos, depois da Copa do Mundo do Catar. Antes anunciada, a despedida do narrador não deve acontecer tão cedo.

De acordo com informações publicadas pelo jornalista Gabriel Vaquer, do portal Notícias da TV, a renovação de contrato entre as duas partes coloca o fim para dezembro de 2024, mas de uma nova maneira. Segundo a publicação, o novo vínculo seria "aberto", permitindo que Galvão realize trabalhos em serviços de streaming sem que a emissora tenha de autorizá-lo. Pelo prazo do contrato, Galvão Bueno também estaria presente na cobertura dos Jogos Olímpicos de Paris, que serão disputados no ano de 2024.