Galvão critica Conmebol por declarar que Maradona é o maior de todos: 'Não é hora de comparação'

LANCE!
·1 minuto de leitura


O narrador Galvão Bueno criticou duramente a Conmebol pela declaração de homenagem a Diego Maradona. A Confederação Sul-Americana exaltou o craque argentino e o descreveu como "o maior de todos", o que Galvão considerou uma infelicidade.

> Veja a classificação do Campeonato Brasileiro

- A Conmebol foi muito mal ontem na declaração de que Maradona foi o maior de todos. Não é hora de comparação. Eu sempre chamei o Pelé de Edson Arantes do Nascimento, o Rei. Mas ontem não era momento de nenhuma comparação - disparou Galvão em participação no programa "Seleção SporTV" desta tarde.

Diego Armando Maradona faleceu aos 60 anos na última quarta-feira após uma parada cardiorrespiratória em sua casa, em Tigre.