Atlético-MG terá novo encontro com Jesus, mas treinador demonstra pouco empenho em acerto; entenda

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·1 min de leitura
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Jorge Jesus
    Treinador e ex-futebolista português


Primeira opção do Atlético-MG, Jorge Jesus parece não demonstrar muito empenho em acertar com o time mineiro para a temporada 2022. O Galo e o treinador farão uma reunião quarta-feira, 5 de janeiro, mas sem uma chance real de haver um acerto para o português comandar o alvinegro.

O Atlético quer avançar nas conversas, mas o staff de Jesus indica que ele receberá os dirigentes alvinegros por educação, sem a intenção de fechar algum acordo com o Galo.

Como publicado pelo LANCE! na última semana, membros do staff de JJ poderiam ser entrave em sua vinda para o Galo. Porém, não é só isso que pode impedir sua vinda para Minas Gerais. Há outras vozes consultadas pelo treinador que o aconselharam a não voltar ao Brasil neste momento.

O motivo maior é não afetar sua imagem vencedora com o Flamengo em 2019. Aceitar outro clube neste momento seria um desgaste desnecessário.

Em 2019, antes de assumir o Fla, Jesus esteve com os principais nomes e parceiros do Atlético-MG, mas não sentiu segurança no projeto alvinegro naquele momento e preferiu o time carioca. O “filme” parece se repetir, e o técnico não demonstra muito empenho em aceitar a proposta atleticana.

O alvinegro trabalhar em paralelo com um “plano B”. Outro português: Carlos Carvalhal, de 56 anos, está no alvo, mas como ainda está vinculado ao Braga, o clube mineiro teria de arcar com uma multa de 2,5 milhões de euros para contar com o treinador.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos