Galo tenta reduzir custos e prevê R$ 20 milhões com contratações

Valinor Conteúdo
LANCE!
O Galo terá um orçamento "modesto" para ir ao mercado fechar novos negócios para o elenco-(Fellipe Lucena)
O Galo terá um orçamento "modesto" para ir ao mercado fechar novos negócios para o elenco-(Fellipe Lucena)


O Conselho Deliberativo do Atlético-MG aprovou o orçamento do clube para 2020, aprovando as contas de entradas e saídas e receitas no clube.

A previsão de receitas do Galo para o ano que vem é de R$ 388,7 milhões enquanto os gastos podem chegar a R$ 379,7 milhões tendo um pequeno superávit de R$ 9 milhões.

No ato da votação do orçamento, houve mais uma vez um pedido de mudança no estatuto do clube, para dar maior abertura a participação de torcedores.




Gastos com contratações


Na previsão orçamentária de 2020, o que mais interessa ao torcedor é quanto será gasto em contratações para reforçar o elenco.
O que foi aprovado pelo conselho deliberativo atleticano é utilizar R$ 20 milhões em reforços. Outros R$ 10 milhões serão gastos nas categorias de base.

O que vai mais consumir recursos do clube em 2020 é é o pagamento de empréstimos, juros e acordos, que gira em torno de R$ 105,3 milhões. O clube tenta reduzir sua foilha salarial e gastos supérfluos para incrementar o time. Por isso, tenta fazer uma política de cortes de altos salários de jogadores veteranos Até agora, saíram Elias, Leonardo Silva, Geuvânio e Wilson.





Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Leia também