Galo se coloca de vez entre os principais times do Brasileirão

Yahoo Esportes
(Foto: Divulgação)
(Foto: Divulgação)


Por Rodrigo Coutinho (@RodrigoCout)

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio


O Atlético Mineiro segue evoluindo como equipe sob o comando de Rodrigo Santana e, neste final de semana, deu mais uma demonstração que pode buscar algo maior no Brasileirão. Em um ótimo jogo, teve bela atuação diante do Fluminense e entrou no Top 3 do Ranking de Desempenho Yahoo Esportes. O número de estrelas é o mesmo, mas como tem mais pontos no campeonato, aparece no retrovisor do Palmeiras.

(Foto: Montagem)
(Foto: Montagem)

Ceará, Fortaleza e São Paulo foram outros clubes que tiveram relevante crescimento nesta rodada. O Yahoo Esportes acompanha todos os jogos e traz uma espécie de “prova real’’. Cada equipe recebe uma avaliação de 0 a 5 estrelas por partida de acordo com seu. Esses pontos se acumulam e formam o ranking acima. Confira agora como foi cada um dos 10 jogos da rodada.


(Foto: Montagem)
(Foto: Montagem)

Um belo clássico abrindo a rodada no Morumbi lotado! O São Paulo montou uma estratégia inteligente para anular as principais virtudes do Santos e conseguiu executá-la bem a maior parte do tempo. Marcou com intensidade a saída de bola do Peixe e travou a boa circulação de bola da equipe de Sampaoli. Sofreu com alguns contra-ataques e momentos de superação desta estratégia por parte do alvinegro, acabou levando um gol, mas virou na segunda etapa. Foi bem agressivo e vertical, e contou com um Alexandre Pato em noite especial.


(Foto: Montagem)
(Foto: Montagem)

Dois tempos completamente diferentes na goleada do Ceará sobre a Chapecoense. O Vozão atropelou quando teve espaços para contra-atacar no 2º tempo. Abriu o placar praticamente no último lance da 1ª etapa, em bola parada/aérea, mas não vinha conseguindo produzir ofensivamente. A Chape até tentou tomar a iniciativa de atacar no início, chegou a ser levemente superior nos 30 minutos iniciais, mas sucumbiu ao ficar exposta. Mais uma vez apresentou diferentes falhas de posicionamento defensivo. Grande atuação de Thiago Galhardo, uma das melhores individualmente falando do campeonato!


(Foto: Montagem)
(Foto: Montagem)

Vitória justa do Flamengo sobre o Grêmio com os reservas mais uma vez no Campeonato Brasileiro. O 1º tempo foi mais equilibrado. O Tricolor chegou a ser superior até os 20 minutos, mas após mudar do 4-4-2 para o 4-1-4-1, o rubro-negro melhorou a ocupação de espaços e a movimentação no campo de ataque, além de impedir a boa troca de passes dos gaúchos pelo meio. No 2º tempo, o Mais Querido basicamente não deu chances a um inoperante Grêmio, que perdeu força de marcação e não foi contundente no ataque.


(Foto: Montagem)
(Foto: Montagem)

Se não for o melhor, é um dos principais jogos do Brasileirão até aqui a vitória do Galo sobre o Tricolor na noite de sábado, no Independência. Intensidade altíssima em grande parte dos 90 minutos, equipes agressivas, buscando o gol adversário a todo custo. Parecia um duelo grande das principais ligas europeias. O Fluminense foi bem superior nos 30 minutos iniciais. Criou uma série de chances, mas não aproveitou. A partir do momento que a marcação adiantada do Atlético foi encaixando, os cariocas passaram a se ‘’espaçar’’, perder os duelos no meio-campo e sofreram com os passes em profundidade para os atacantes mineiros. O Galo foi mais perigoso a maior parte do 2º tempo também, quase sempre em contra-ataque, mas não ‘’matou’’ o resultado. O Pó de Arroz descontou no fim, mas não conseguiu o empate.


(Foto: Montagem)
(Foto: Montagem)

Partida bem morna e decepcionante na manhã ensolarada de domingo em Porto Alegre. O Corinthians conseguiu travar o Inter em grande parte dos 90 minutos. Teve intensidade na abordagem de marcação, bom posicionamento e compactação entre os setores. O Colorado foi lento na troca de passes, não conseguiu uma boa ocupação de espaços para progredir no campo de jogo. O Timão atacou bem pouco, não foi tão efetivo em contra-ataques. Cenário que gerou poucas finalizações no jogo.


(Foto: Montagem)
(Foto: Montagem)

O empate no Allianz Parque acabou mascarando o bom desempenho do Palmeiras em boa parte do jogo. No 1º tempo voltou a ser a equipe pré-Copa América. Intensidade para marcar a partir da linha média, velocidade na retomada da bola, ligações diretas bem feitas e aproveitamento dos lados do campo com força. Criou e saiu na frente, mas viu as coisas começarem a desandar após a expulsão desqualificante de Felipe Melo. O Bahia cresceu, empatou, mas mesmo assim o Verdão foi buscar o resultado novamente. Acabou prejudicado por um pênalti mal marcado a favor do Bahia no fim.


(Foto: Montagem)
(Foto: Montagem)

Outro ótimo duelo na rodada aconteceu no estádio Nilton Santos. A vitória de virada do Botafogo sobre o time reserva do Athletico Paranaense foi recheada de mudanças de cenários no jogo e emoção até o final. O Furacão atropelou nos primeiros 20 minutos, finalizou dez vezes, teve quatro chances claras de gol e marcou um. O Botafogo começou a reagir a partir de uma falha do goleiro Caio, que gerou o gol de empate. Depois cresceu no jogo e foi transformando a partida a seu favor. Contou também com uma queda forte do rubro-negro sem a bola.


(Foto: Montagem)
(Foto: Montagem)

Empate bem movimentado na Ressacada, um jogo decidido só nos últimos minutos, mas que não serviu para nenhum dos dois em termos de pontuação. O Avaí foi superior a maior parte do tempo. Dominou inteiramente as ações até os 30’ do 1º tempo, abriu o placar e criou outras chances. O Cruzeiro foi superando aos poucos o estado inicial de letargia e conseguiu o empate no 2º tempo, encaixou alguns bons contra-ataques, mas o Leão seguia mais organizado e impetuoso. Fez o segundo, mas recuou demais no fim e levou o empate no ‘’abafa’’.


(Foto: Montagem)
(Foto: Montagem)

Vitória justa do Vasco no Serra Dourada. Por mais que não tenha feito um bom 2º tempo, o Cruzmaltino foi um time mais organizado e ciente do que fazer em campo ao longo dos 90 minutos. Mais uma vez marcou bem! Atento e compacto. E com a bola se soltava com desenvoltura até marcar o seu gol com Marcos Junior. Depois aproveitou o desespero e a falta de confiança do Esmeraldino. O Goiás pressionou bastante nos últimos 20 minutos, mas na base do ímpeto, sem tanta organização. Defensivamente segue levando gols pelos mesmos problemas.


(Foto: Montagem)
(Foto: Montagem)

Precisão! Essa é a palavra que melhor define a vitória do Fortaleza sobre o CSA no jogo que fechou a 14ª rodada. No seu primeiro jogo sem Rogério Ceni, o Leão do Pici conseguiu abriu placar com apenas quatro minutos. A vantagem condicionou uma postura mais reativa, buscando contra-ataques, e deixando a bola mais tempo com o CSA no 1º tempo. O time da casa até conseguiu produzir algumas chances, mas a pontaria não estava em dia e acabou levando o segundo ainda na 1ª etapa. Nos últimos 45 minutos, o Azulão perdeu muita intensidade e o Tricolor administrou a vantagem com tranquilidade.

Siga o Yahoo Esportes: Twitter | Instagram | Facebook | Spotify | iTunes |

Leia também