Galo quita dívida por Otero e se livra de outra pendência na FIFA

Valinor Conteúdo
LANCE!


O Atlético-MG se livrou de mais uma pendência financeira relacionada a FIFA. O clube alvinegro fez o pagamento no valor de R$734.503,00 ao Caracas, da Venezuela, R$734.503,00 pela compra do meia venezuelano Rômulo Otero.

A dívida do Galo com os venezuelanos é referente a vinda de Otero para o time mineiro, em 2016, que atuava pelo chileno Huachipato, porém, como o Caracas era o clube formador, pelo mecanismo de solidariedade da FIFA, eles tinham direito a parte do valor na transação do meia para o Brasil.

Primeiro, Otero veio emprestado para o Galo e pouco tempos depois, comprado em definitivo junto ao Huachipato. O valor quitado pelo Atlético tem significado simbólico, pois é a segunda dívida paga na FIFA feita pelo clube, evitando sanções na FIFA, como perda de pontos, ocorrida com o maior rival Cruzeiro.




Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

-Mais uma conta paga. Quitamos, junto à FIFA, o valor de R$734.503,00, referente a contratação de Otero, junto ao Caracas, de 2016. Menos uma!- postou o presidente Sérgio Sette Câmara, no Twitter.

O dinheiro para pagar o Caracas veio do recebimento de um processo ganho pelo alvinegro, também na FIFA, contra o Portimonense, de Portugal, que teria aliciado o meia Bruno Tabata, em 2016, quando o alvinegro teria direito, por contrato, a igualar a oferta feita pelos portugueses, que não ocorreu. O Galo venceu a disputa e recebeu cerca de 566 mil reais no caso. O vice-presidente do clube, Lásaro Cândido da Cunha, afirmou que o valor pago aos venezuelanos veio dessa ação vitoriosa na FIFA.

-Extraído do dinheiro que ganhamos da ação do caso Tabata, referente ação que movemos contra o Portimonense na FIFA!- publicou Lásaro no Twitter.Otero , de 27 anos, tem 133 jogos e 26 gols pelo alvinegro.





Leia também